quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Corredor Inajar de Souza beneficia 201 mil pessoas por dia


Corredor de ônibus da Inajar de Souza
Foto: Fabio Arantes/SECOM
A revitalização do corredor de ônibus Inajar de Souza beneficia diariamente 201 mil pessoas. O trajeto que liga o Terminal Cachoeirinha, na zona norte, à região central da capital recebeu 14,6 quilômetros de pistas com novo piso e 28 novas paradas de ônibus, além de 3 quilômetros de ciclovia e 2,9 quilômetros de pista de caminhada.

Com a intervenção, o deslocamento entre o terminal e a região central leva atualmente entre 20 e 30 minutos. O novo pavimento rígido instalado no corredor tem mais durabilidade e é mais adequado à alta circulação dos veículos e às frenagens nos pontos. Cerca de 30 linhas de ônibus foram beneficiadas com as obras. “Com esta estrutura, a Inajar de Souza passa a admitir verticalização, porque quando há a instalação do corredor, pelo plano diretor, pode verticalizar. É um ganho para a zona norte, que vai receber investimentos imobiliários com o transporte de massa garantido”, disse o Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Ponto de ônibus no corredor da Inajar de Souza
Foto: Fabio Arantes/SECOM
O asfaltamento das demais faixas das avenidas por onde passa o corredor também foi renovado. A reforma foi realizada não só na avenida Inajar de Souza, mas também nas avenidas Marquês de São Vicente, Norma Pieruccini Gianotti, Ordem e Progresso, Rudge, Rio Branco, no Largo do Paissandu e no Terminal Praça dos Correios. Todas as 28 paradas foram renovadas, para atender a normas de acessibilidade.

“É uma obra complexa porque temos que garantir a fluidez na via, tanto dos carros quanto do transporte público. Aqui o usuário que sai do terminal ganhou meia hora para ir ao centro. Trabalhamos para que o coletivo tenha a menor interferência possível. Ele somente fica parado com o tempo semafórico”, explicou o secretário Jilmar Tatto (Transportes).

A obra recebeu no total R$ 170 milhões de reais de investimentos, sendo R$ 129 milhões do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) do governo federal.

Ponto de ônibus no corredor da Inajar de Souza e ciclovia
Foto: Fabio Arantes/SECOM
A nova ciclovia da Inajar de Souza foi instalada entre as ruas Pedra Bela e Edmundo Krug. Já a pista de caminhada vai da avenida Nossa Senhora do Ó até a rua Edmundo Krug. Outra intervenção que deixou a avenida mais bonita foi a substituição dos 73 shafts de concreto por peças menores de metal, de 3,5 metros por 4 metros. Os shafts são coberturas dos poços de respiração das galerias de drenagem sob a avenida.

Em 2003, foram realizadas mudanças no projeto, para que contemplasse a criação de uma ciclovia e a remodelação do canteiro central, que ganhou uma pista de caminhada e paisagismo. “Agora aqui tem até congestionamento de caminhada”, brinca Elisa Montoni, 66 anos. “Aqui não era tão bonito, não tinha tantas árvores. Com a pista, as pessoas vêm fazer exercício pela manhã e no fim da tarde”, explica a moradora, que vive na região há 60 anos.

A revitalização do canteiro central da avenida incluiu instalação de nova sinalização vertical e horizontal. “Eu venho todos os dias para caminhada e está muito legal. Antes desta obra era muito apertado e a gente corria o risco de ser atropelado pelas bicicletas. Agora temos aqui duas pistas separadas, com boa sinalização, nos moldes da Europa”, avalia o português Manuel Ferreira, 64 anos, que vive na Freguesia do Ó há quase 30 anos.

Ciclovia e pista de caminhada na Inajar de Souza
Foto: Fabio Arantes/SECOM

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Avenida do Estado tem faixa preferencial desde a última segunda-feira, 01/02

Desde a última segunda-feira (01/02), foram implados 2,0 km de faixa preferencial para ônibus na Avenida do Estado. A nova faixa beneficia 46 mil pessoas por dia que utilizam linhas municipais que circulam pela avenida.

A nova faixa na Avenida do Estado foi implantada em ambos os sentido, nos seguintes trechos:

Sentido Centro - Faixa preferencial à direita, entre a Praça Palmira Teixeira e a Rua da Mooca, com funcionamento em período integral.

Sentido Bairro - Faixa preferencial à direita, entre a Rua Luís Gama e a Avenida Dom Pedro I, com funcionamento em período integral.

Faixa preferencial para ônibus na Avenida do Estado


A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 2,0 km somados aos 3,8 km de faixa exclusivas nas avenidas Giovanni Gronchi, Jules Rimet e Padre Lebret, também implantada em 01/02, a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 490,8 km de faixas para ônibus na capital paulista.

Avenidas Giovanni Gronchi, Padre Lebret e Jules Rimet com faixa exclusiva a partir de hoje (01/02)

Desde hoje (01/02) as  avenidas Giovanni Gronchi, Padre Lebret e Jules Rimet ganharam trechos totalizando 3,8 km de faixa exclusiva para ônibus. As novas faixas beneficiam 146 mil pessoas por dia que utilizam linhas municipais que circulam pelas avenidas.

A ativação está inserida dentro da Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Segundo estudos, a implantação de faixas exclusivas para ônibus representou um ganho médio de 46,7% na velocidade dos coletivos. Desta forma, a nova faixa exclusiva na Avenida Giovanni Gronchi represente um ganho médio de 5 minutos por viagem naquele trecho.

Na Avenida Giovanni Gronchi, a implantação da faixa exclusiva ocorre em dois trechos distintos:

Primeiro Trecho - Faixa exclusiva à direita por 2,45 km, entre a Praça Roberto Gomes Pedrosa e a Avenida Doutor Guilherme Dumont Villares, em ambos os sentidos, com funcionamento de segunda à sexta-feira das 6h00 às 9h00 e das 17h00 às 20h00.

Segundo Trecho - Faixa exclusiva à esquerda por 250 metros, entre a Avenida Alberto Augusto Alves e a Avenida João Dias, em ambos os sentidos, com funcionamento em período integral.

Pelo corredor das avenidas Padre Lebret e Jules Rimet ocorrerá implantação da faixa exclusiva à direita por 1,1 km, entre a Praça Roberto Pedrosa e a Avenida Morumbi, em ambos os sentidos, de segunda à sexta-feira das 6h00 às 9h00 e das 17h00 às 20h00.

Faixa exclusiva para ônibus na Avenida Giovanni Gronchi, Padre Lebret e Jules Rimet


Com estes 3,8 km somados aos 2,0 km na Avenida do Estado, também implantada a partir de hoje (01/02), a capital passa a contar com 490,8 km de faixas exclusivas para ônibus.

População beneficiada

Pela Avenida Giovanni Gronchi, no primeiro trecho, circulam 10 linhas de ônibus municipais, numa frequência de 83 ônibus/hora, transportando uma média 133.470 mil pessoas por dia; já pelo segundo trecho circulam 13 linhas de ônibus municipais, numa frequência de 85 ônibus/hora, que transportam 146.785 mil pessoas por dia, em média.

No corredor das avenidas Padre Lebret e Jules Rimet circulam 07 linhas de ônibus municipais, numa frequência de 58 ônibus/hora, que transportam 32.257 mil pessoas por dia, em média

Alterações no sistema viário

Não estão previstas alterações de circulação em função da implantação da faixa exclusiva.

Faixa Reversível

Em função da priorização do transporte público coletivo, a partir de segunda-feira (01/02), a Companhia não vai implantar faixa reversível na Avenida Giovanni Gronchi, Sentido Avenida Morumbi.

Esta medida foi tomada por causa da implantação da faixa exclusiva para ônibus nas Avenidas Giovanni Gronchi, Jules Rimet e Padre Lebret, com 3,8 km de extensão.

A faixa reversível não será implantada em dois trechos: 300 metros na Avenida Giovanni Gronchi até a Avenida Morumbi, e 400 metros na Avenida Morumbi no acesso a Giovanni Gronchi no Sentido Centro.

Vale destacar que o trânsito não será prejudicado, pois as faixas exclusivas vão absorver o transporte público, liberando as demais faixas de rolamento na avenida aos veículos, garantindo, assim, a segurança de motoristas e pedestres que transitam pela região.

Fiscalização

A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação de duas semanas, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 15/02, começam as autuações a quem desrespeitar a nova faixa exclusiva. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar na faixa exclusiva de ônibus é uma infração gravíssima, com perda de 7 pontos na habilitação e multa de R$ 191,54.

Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

A Engenharia de Campo da CET irá acompanhar o desempenho da nova faixa exclusiva, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança viária de todos os usuários.