sexta-feira, 18 de setembro de 2015

CET implanta redução de velocidade na Av. Atlântica e Av. do Estado, a partir de sexta-feira (25/09)


A Companhia de Engenharia de Tráfego implantará a partir da próxima sexta-feira (25/09) redução de velocidade máxima para 50 Km/h na Av. Atlântica e Av. do Estado.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do “Programa de Proteção à Vida”. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

A medida se faz necessária visto que essas avenidas possuem tráfego intenso apresentando também travessia de pedestres ao longo da via. Desta forma, velocidades menores são necessárias para promover condições seguras e confortáveis de circulação a tais usuários, que ainda representam o maior número de vítimas no trânsito em São Paulo.

Na Av. Atlântica, em 2014 ocorreram 131 acidentes veiculares com vítimas e 14 atropelamentos, resultando em 178 pessoas feridas e 4 mortes. Na Av. do Estado, em 2014, aconteceram 126 acidentes veiculares com vítimas e 38 atropelamentos, resultando em 189 pessoas feridas e 07 mortes.

Alterações no Sistema Viário
Avenida Atlântica 
  •  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h na Av. Atlântica em toda extensão, ou seja, entre o Largo do Socorro e a Praça Rodrigues de Abreu, perfazendo um total de 6,7 Km.
Para implantação da redução de velocidade na Av. Atlântica serão utilizadas 60 placas de sinalização vertical de regulamentação, além de faixas de vinil ao longo da Avenida, alertando os motoristas quanto à mudança.
Obs: Nas aproximações de lombadas a velocidade regulamentada é de 30 Km/h.

Avenida do Estado
  •  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h na Av. do Estado entre a Av. Pres. Castelo Branco e o Viaduto Grande São Paulo. Anteriormente, a velocidade permitida era de até 60 km/h.
Com esta implantação, o eixo viário formado pelas Av. do Estado, Av. Francisco Mesquita e Av. Prof. Luís I. Anhaia Melo terá sua velocidade máxima regulamenta em 50 km/h na totalidade.
Para implantação da redução de velocidade na Av. do Estado serão utilizadas 96 placas de sinalização vertical de regulamentação, além de 10 faixas de vinil e 42 banners nos principais acessos, alertando os motoristas quanto à mudança.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e orientar o tráfego na região.

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 5 vias


A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima quarta-feira (23/09) a redução de velocidade máxima para 50 Km/h em 5 vias da capital. As alterações acontecerão na Rua Domingos de Moraes, Avenida Jabaquara, Rua Henrique Schaumann, Avenida Brasil e Avenida Pedro Álvares Cabral. Atualmente, a velocidade permitida nesses trajetos é de até 60 km/h.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Serão instaladas faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 79 placas de sinalização vertical.

O Programa de Proteção à Vida foi iniciado em 2013, no começo da atual gestão, e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliado uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o CET no Seu Bairro, a implantação de Áreas 40, da Frente Segura (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas), das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Alterações no Sistema Viário

Rua Henrique Schaumann, Avenida Brasil e Avenida Pedro Álvares Cabral
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h (56 placas) entre a Rua Cardeal Arcoverde e a Avenida 23 de Maio (trecho com 4,3 km de extensão).

Rua Domingos de Moraes e Avenida Jabaquara
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h (23 placas) nos seguintes trechos:
  •  Rua Domingos de Moraes e Avenida Jabaquara, entre a Rua Sena Madureira e a Alameda das Boninas (trecho com 1,7 km de extensão);
  •  Avenida Jabaquara, entre a Avenida Itacira e o Viaduto Jabaquara (trecho com 0,6 km de extensão).
Obs.: Com estas implantações, o eixo formado pela Avenida Paulista, Avenida Bernardino de Campos, Rua Vergueiro, Avenida Professor Noé de Azevedo, Rua Domingos de Moraes e Avenida Jabaquara terá sua velocidade máxima regulamenta em 50 km/h na totalidade.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

São Paulo terá faixa exclusiva para pedestres

Após implantar mais de 390 km de faixas exclusivas para ônibus, a Secretaria de Transportes da cidade de São Paulo lançará uma faixa exclusiva para pedestres. Elaborado pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a proposta consiste de um complemento da largura da calçada por meio de pintura de solo antiderrapante, na cor verde, reforçada com uso de outros elementos de sinalização, tais como segregadores, balizadores e tachas refletivas. O objetivo é melhorar as condições de conforto e segurança para quem anda a pé, em vias onde há grande movimentação de pedestres.

O projeto-piloto da faixa verde será na Av. da Liberdade, com previsão de entrega para o mês de outubro. Foi executada primeiramente a regularização do pavimento no trecho a ser implantado, que é da Ruas dos Estudantes até a Rua São Joaquim, no sentido bairro-centro, perfazendo uma extensão de 750 metros e largura bruta de 1,5 metros (ou 1,2 metros úteis, descontando-se a largura dos dispositivos). A largura média da calçada já existente varia entre 2 e 4 metros aproximadamente. Atualmente está em processo de implantação de sinalização e adequações de geometria. Essa avenida foi escolhida para a implantação do piloto porque concentra várias universidades, hospitais e estações de Metrô numa curta extensão.

Faixa Exclusiva para pedestres - Av. da Liberdade

Haverá, também, adequações de geometria, com prolongamento da calçada existente junto aos pontos de parada de ônibus e às esquinas, de maneira a minimizar os riscos comuns a esses pontos de conflito entre pedestres e veículos.

No trecho onde será implantado o projeto piloto há uma grande concentração de escolas e universidades, além de atividades de comércio e serviços e acessos a estações do Metrô, além de três pontos de parada de ônibus. Nos horários de pico, especialmente de entradas e saídas de escolas, chega-se a verificar, atualmente, cerca de 400 pessoas/hora caminhando pelo leito carroçável da via, junto ao tráfego de veículos, por insuficiência de espaço nas calçadas. Em alguns pontos daquele trecho verifica-se a um fluxo de cerca de 5.500 pessoas/hora, como é o caso das proximidades do acesso à estação São Joaquim do Metrô, onde 5% dessas pessoas caminham pela faixa de veículos, expondo-se a um elevado risco de atropelamento.

A iniciativa vai ao encontro da atual política de mobilidade urbana defendida pela Prefeitura, de dar prioridade à circulação dos atores mais vulneráveis do trânsito, pedestres e ciclistas. Priorizar o pedestre é uma determinação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, também, da Lei da Política Nacional de Mobilidade Urbana, segundo a qual o trânsito de pessoas se sobressai em face da estrutura viária historicamente voltada à circulação de automóveis (transporte individual motorizado).

Dados de contagens volumétricas de pedestres realizadas em 3/09/15 mostram um total de 3535 pedestres no pico da manhã (7:30h às 8:30h) e 5386 pedestres no pico da tarde (18:30h às 19:30h) utilizando a área de calçada com largura aproximada de 5,30m, nas proximidades da R. São Joaquim. Deste total de pedestres 0,5% ( pico manhã)  e 5% (pico tarde) utilizam a pista de rolamento para realizar o deslocamento à pé, percentual este que aumenta para 6,2% ( pico manhã) e 14% ( pico tarde) em direção à R. Fagundes, onde a calçada apresenta uma largura aproximada de 3,0m.
Outro trecho com dado relevante é entre a R. Fagundes e R. Barão de Iguape com calçada de largura variável de 1,30 a 2,0m com volume total de pedestres de 794 no pico da manhã e 1639 pedestres no pico da tarde, dos quais 5,0% e 24%, respectivamente utilizam a pista de rolamento para realizar o deslocamento à pé.

Vale ressaltar que a capacidade viária da Av. da Liberdade será mantida. Será feito rebalizamento das faixas de tráfego com utilização da técnica de engenharia MULV (Máxima Utilização do Leito Viário), mantendo-se a faixa de ônibus existente no trecho entre a R. Barão de Iguape e Praça João Mendes com largura entre 3,20m a 3,50m e faixas para os demais veículos com largura média de 2,80m.

Sinalização diferenciada
O projeto proposto para a Av. da Liberdade será executado em caráter piloto, com pintura especial na cor verde antiderrapante, segregadores amarelos fixados a cada metro intercalados por tachas refletivas brancas aplicados sobre linha de canalização branca. Balizadores cilíndricos com refletivos brancos deverão ser instalados no início e no fim das guias rebaixadas veiculares.  Ao longo do espaço destinado ao novo passeio, será necessário proibir o estacionamento em período integral, onde atualmente é proibido estacionar de segunda a sexta-feira, das 6 às 23 horas.

Faixa Exclusiva para pedestres - Av. da Liberdade
    Além da sinalização, haverá obras para alargamento das calçadas em alguns trechos.


Materiais de sinalização previstos
  • Dispositivos de canalização utilizados – 192 unid. de segregadores amarelos fixados à cada metro, intercalados com 274 unid. de tachas refletivas brancas a cada metro aplicados sobre linha de canalização de 0,20m de largura ao longo do avanço em pintura. A utilização de tachas se deve à necessidade de elemento refletivo nos dispositivos de canalização uma vez que o segregador é desprovido de refletivos.
  • Pintura verde em metilmetacrilato antiderrapante: 722m² ; 
  • Pintura da linha de canalização branca em Hot Spray – 486m² considerando a pintura do rebalizamento das faixas de tráfego, necessárias para inclusão do espaço destinado ao novo passeio.
  • Balizadores cilíndricos: 42 unid. de cilindros com 8mm de diâmetro brancos com refletivos brancos.
  • Placas de regulamentação de estacionamento e suportes: substituição de 9 placas regulamentando estacionamento proibido ao longo do trecho e substituição de 5 suportes projetados para adequação da sinalização de faixa exclusiva existente. 
Avanço de passeio em concreto junto aos pontos de ônibus – 196,0m²

O custo estimado de implantação desse piloto é de R$ 320 mil.

Memória
Em  agosto de 2011, a gestão do então prefeito Gilberto Kassab implantou o primeiro avanço de calçada através de pintura de solo feita na cor azul, com instalação de balizadores, no cruzamento do Largo do Paissandú com a Rua Capitão Salomão, bem na esquina. Após essa implantação, o “puxadinho azul”, como foi batizado informalmente o projeto pela imprensa na época, foi colocado em outras interseções da cidade. Atualmente, essas áreas estão desativadas, já que a cor azul está mais associada tradicionalmente à regulamentação de estacionamento do que à circulação prioritária de pedestres. 




quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Semana da Mobilidade 2015 já começou! CET entrega Prêmio de Educação de Trânsito


Logotipo da Semana da Mobilidade 2015
Dando início à programação referente à Semana da Mobilidade 2015 (18 a 25 de setembro), a CET realizou, nesta manhã, a cerimônia do 7º Prêmio CET de Educação de Trânsito. Clique aqui e confira todos os trabalhos premiados.
Quarenta e três pessoas foram agraciadas em 14 categorias.
Abertura da cerimônia da premiação do 7º Prêmio CET de Educação de TrânsitoNesta edição, puderam concorrer estudantes (do ensino infantil ao universitário), educadores, motoristas, motociclistas, ciclistas, empregados da CET, idosos e ainda cidadãos maiores de 16 anos que estudem ou residam no município de São Paulo.
Foram 8.363 inscrições representando um aumento de 52% em relação ao ano passado. Os 4.828 trabalhos avaliados se centraram no tema “Juntos por um trânsito mais saudável”.
Exposição dos trabalhos premiados no 7º Prêmio CET de Educação de Trânsito
A premiação aconteceu no auditório do Conselho Regional de Contabilidade, na região de Higienópolis, com apresentação da camerata do corpo musical da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Confira a programação da Semana da Mobilidade 2015 e participe. Seja a mudança na cidade.


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Prefeitura promove audiências públicas para abertura de ruas aos domingos

Serão realizadas 32 audiências públicas para que população debata a abertura de ruas e avenidas da cidade ao público, com restrição dos veículos motorizados entre 10h e 17h aos domingos e feriados. Ação na Paulista será debatida no Vão do MASP

A partir do próximo sábado (19), a Prefeitura de São Paulo irá iniciar uma série de 32 audiências públicas para discutir e debater com os cidadãos as ações do programa “Rua Aberta”. A iniciativa tem o objetivo de abrir para pedestres e ciclistas ruas e avenidas de grande relevância no perímetro de 1 a 3 quilômetros, aos domingos e feriados, das 10h às 17h. Com o impedimento do trânsito de veículos motorizados, a intenção é que as vias recebam atividades artísticas, esportivas, gastronômicas e culturais gratuitas.

No sábado (19), serão três audiências públicas nas subprefeituras de Aricanduva (zona leste), Campo Limpo (zona sul) e Sé (centro). Esta última será realizada no Vão Livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), a partir das 10h, para debater a abertura da avenida Paulista. No domingo (20), serão mais duas audiências nas regiões da Cidade Ademar (zona sul) e Lapa (zona oeste). Os encontros, que têm o Ministério Público Estadual como convidado, acontecerão até serem encerrados no dia 17 de outubro, em São Mateus e Cidade Tiradentes, ambos na zona leste. Confira abaixo a programação atualizada das discussões.

Além de incentivar a apropriação dos espaços públicos da cidade, consolidando as relações sociais nos bairros, as políticas do programa “Rua Aberta” também visam incentivar a comercialização de artesanatos e alimentos de baixo custo, considerando os empreendedores e artistas locais como peças fundamentais neste processo, promovendo a inclusão cultural, geração de renda e a recuperação urbana de espaços degradados e sem uso. A iniciativa envolve as secretarias municipais de Coordenação das Subprefeituras, Transportes, Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, Cultura, Segurança Urbana, Esportes, além da CET e da Agência São Paulo de Desenvolvimento.

Cultura - Na área cultural, a restrição aos veículos irá permitir a realização de atividades que envolvam apresentações ao vivo de teatro, dança, música e artesanato.

Esportes - Para incentivar práticas de esporte e lazer espontâneo, será possível fornecer materiais esportivos, como bolas, coletes e kits de recreação para as comunidades. Além disso, a ação também permitirá eventualmente a realização de campeonatos e festivais esportivos.

Trabalho e empreendedorismo - Com o programa será possível realizar feiras gastronômicas e de artesanato, incentivando os empreendedores locais. Também está previsto no projeto a abertura de espaços para cooperativas e redes de economia solidária, a promoção de serviços aos empreendedores (abertura de crédito, informações sobre a legislação e cursos voltados ao empreendedorismo) e a busca de patrocínio e apoio de empresas privadas.


Data Subprefeitura Hora Endereço
19/Set Aricanduva 10:30 Sede da Subprefeitura - Rua Atucuri, 699
Campo Limpo 08:00 Sede da Subprefeitura - Rua Nossa Senhora do Bom Conselho
10:00 Vão Livre do MASP
20/Set Cidade Ademar 08:00 Sede da Subprefeitura - Av. Yervant Kissajikian , 416
Lapa 09:30 Sede da Subprefeitura - Rua Guicurus , 1000
22/Set Pirituba 19:00 Sede da Subprefeitura - Rua Luis Carneiro , 193
24/Set Butantã 19:00 Sede da Subprefeitura - Rua Ulpiano da Costa Manso, 201
26/Set Ermelino Matarazzo 08:00 Sede da Subprefeitura - Av. São Miguel, 5550
M Boi Mirim 08:00 Sede da Subprefeitura - Av. Guarapiranga, 1695
Santo Amaro 09:00 Sede da Subprefeitura - Praça Floriano Peixoto, 54
Jaçana 08:00 Auditório da Subprefeitura - Rua Dr José Vicente, 228
Vila Maria 14:00 Sede da Subprefeitura - Avenida General Mendes, 111
Itaquera 14:00 Sede da Subprefeitura - Rua Augusto Carlos Bauman, 851
Vila Mariana 08:00 Sede da Subprefeitura - Rua José de Magalhães, 500
Sapopemba 09:00 Sede da Subprefeitura - Av. Sapopemba, 9064
Vila Prudente 09:00 Sede da Subprefeitura - Av. Oratório, 172
27/Set Guianazes 08:00 Sede da Subprefeitura - Estrada Itaquera-Guaianases, 2561
Pinheiros 10:00 Sede da Subprefeitura - Av. Nações Unidas, 7123
Capela do Socorro 10:00 Sede da Subprefeitura - Rua Cassiano do Santos, 499
Perus 08:00 Sede da Subprefeitura - Rua Ylídio Figueiredo, 349
Freguesia do Ó 09:00 Sede da Subprefeitura - Av. João Marcelino Branco, 95
Mooca 14:00 Sede da Subprefeitura - Rua Taqueri, 549
Itaim Paulista 10:00 Sede da Subprefeitura - Av Marechal Tito, 3012
3/Out Penha 08:00 Sede da Subprefeitura - Rua Candapui, 49
Santana 10:00 Sede da Subprefeitura - Av Tucuruvi, 808
Ipiranga 08:00 Sede da Subprefeitura - Rua Lino Coutinho, 444
6/Out Parelheiros 19:00 Sede da Subprefeitura - Av. Sadamu Inoue, 5252
8/Out Jabaquara 18:30 Sede da Subprefeitura - Av. Engenheiro Armando de Arruda Pereira , 2314
Casa Verde 08:00 Sede da Subprefeitura - Av. Ordem e Progresso, 1001
17/Out São Miguel Paulista 16:30 Sede da Subprefeitura - Rua Dona Ana Flora Pinheiro de Souza, 76
Cidade Tiradentes 10:00 Sede da Subprefeitura - Estrada do Iguatemi, 2751
São Mateus 10:00 Sede da Subprefeitura - Av. Raqueb Chohfi, 1400

SMT promove a Semana da Mobilidade 2015


Eventos deste ano discutirão a participação dos cidadãos na busca por um trânsito mais seguro e a democratização do espaço viário na cidade

A Secretaria Municipal de Transportes (SMT), a SPTrans e a CET irão coordenar uma série de eventos para comemorar a Semana da Mobilidade 2015, entre os dias 18 e 25 de setembro e o Dia Mundial sem Carro, no dia 22, com o objetivo de discutir e refletir as formas de se mover pela cidade.

Neste ano a Semana tem como tema a frase “Mobilidade: seja você a mudança na cidade” e pretende mostrar a mudança de postura dos paulistanos na busca pela redução dos acidentes e a democratização do sistema viário.

Durante toda a semana e, também, em boa parte do mês de setembro, serão realizadas atividades em parceria com outras secretarias municipais e entidades privadas, com temas variados como circulação de bicicletas, segurança no trânsito, além de audiências para debater a mobilidade em São Paulo.

Também estão previstos números circenses, esquetes teatrais e apresentações musicais nas ruas da cidade e em terminais de ônibus. A programação completa está disponível no site especial da Semana: http://semanadamobilidade.cetsp.com.br/

Além das atividades já programadas, entidades que promoverão ações relacionadas à Semana da Mobilidade durante o mês poderão inscrevê-las para integrar a programação oficial. O cadastramento estásendo feito pela internet.

Organização

A Semana da Mobilidade é uma iniciativa prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro, realizada pelos órgãos que compõem o Sistema Nacional de Trânsito, do qual São Paulo faz parte.

Melhorias no transporte público e na mobilidade urbana

A SMT está promovendo uma série de ações para melhorar a mobilidade urbana na cidade, como a nova licitação do sistema de transporte, que prevê a substituição de parte dos veículos menores por modelos com maior capacidade de transporte, permitindo aumentar o número de viagens realizadas pelos ônibus em 24%, passando das atuais 186.350 por dia para 231.846. A oferta de lugares também será acrescida de 1,13 milhão para 1,28 milhão por dia, ou 13%.

Dentre outras ações estão a criação de uma série de políticas para melhorar a vida dos usuários de ônibus, ciclistas e pedestres. Desta forma, a cidade passou a contar com 480 km de faixas exclusivas, enquanto a malha cicloviária passou a contar com 386 km e chegará a 400 km em 2016. Além disso, as principais vias de São Paulo terão sua velocidade máxima reduzida para 50 km/h, com o objetivo de diminuir o impacto de acidentes, reduzindo as ocorrências fatais.

Também foi criado, em 2013, o Bilhete Único Mensal, que permite aos paulistanos utilizar livremente o sistema de ônibus da capital pagando uma tarifa única, válida por 31 dias.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 7 vias

Logotipo Programa de Proteção à Vida - PPV
Trajetos na zonas norte terão limite reduzido de 60 km/h para 50 km/h a partir da próxima sexta-feira (18/09).

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima sexta-feira (18/09) a redução de velocidade máxima para 50 Km/h em 7 vias da capital. As alterações acontecerão na Rua Carmópolis de Minas, Rua Bandeirantes do Sul, Rua Coronel Guilherme Rocha, Rua Ciro Soares de Almeida, Avenida Olavo Fontoura, Avenida Educador Paulo Freire e Ponte Aricanduva. Atualmente, a velocidade permitida nesses trajetos é de até 60 km/h.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida (PPV). Serão instaladas faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 78 placas de sinalização vertical.

O Programa de Proteção à Vida foi iniciado em 2013 e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliado uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o CET no Seu Bairro, a implantação de Áreas 40, da Frente Segura (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas), das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.
Alterações no Sistema Viário

Rua Carmópolis de Minas e Rua Bandeirantes do Sul (paralelas à Rodovia Presidente Dutra no sentido São Paulo) - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Soldado José Antônio Moreira e a Avenida Morvan Dias de Figueiredo (trecho com 1,4 km de extensão).

Rua Coronel Guilherme Rocha e Rua Ciro Soares de Almeida (paralelas à Rodovia Presidente Dutra no sentido Rio de Janeiro) - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a alça de de acesso da Ponte do Tatuapé e a Alameda Segundo Sargento Assad Feres (trecho com 2,0 km de extensão).

Avenida Olavo Fontoura - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Praça Campo de Bagatelle a Marginal Tietê (trecho com 2,2 km de extensão).

Avenida Educador Paulo Freire e Ponte Aricanduva - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rodovia Fernão Dias e a Avenida Aricanduva (trecho com 3,1 km de extensão).

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.