quinta-feira, 27 de agosto de 2015

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 16 vias

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima segunda-feira (31/08) a redução de velocidade máxima para 50 Km/h em 4 vias da capital.

As alterações acontecerão na Ponte Engenheiro Ari Torres, Avenida dos Bandeirantes, Avenida Afonso D’Escragnolle Taunay e Complexo Maria Maluf. Atualmente, a velocidade permitida nesse trajeto é de até 60 km/h.

Um dia depois, na terça-feira (01/09), será implantada a redução de velocidade máxima, para 60 km/h e 50 Km/h, no Eixo Norte-Sul, composto pelas avenidas Santos Dumont, Tiradentes, Prestes Maia, Túnel Papa João Paulo II (Anhangabaú), avenidas 23 de Maio, Rubem Berta, Moreira Guimarães, Washington Luís, Interlagos e Professor Papini. Atualmente, a velocidade permitida nesses trajetos é de até 70 km/h.

A Avenida Professor Ascendino Reis e a Avenida Pedro Álvares Cabral, laterais ao Eixo Norte-Sul, também terão a velocidade máxima reduzida para 50 km/h na terça.

As alterações no Eixo Norte-Sul terão um dia a mais para a implantação devido à extensão e a importância dessa ligação para a cidade.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Serão instaladas faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 321 placas de sinalização vertical nas 16 vias.

O "Programa de Proteção à Vida" foi iniciado em 2013, no começo da atual gestão, e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliando uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o "CET no Seu Bairro"; a implantação de "Áreas 40"; do "Frente Segura" (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas); das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento; e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Segunda-feira (31/08)
• Ponte Engenheiro Ari Torres, Avenida dos Bandeirantes, Avenida Afonso D’Escragnolle Taunay e Complexo Maria Maluf
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre Marginal Pinheiros e a Rua Nossa Senhora da Saúde (trecho com 11,1 km de extensão).

Terça-feira (01/09) 
Eixo Norte-Sul (22,9 km de extensão)

• Avenida Santos Dumont, Avenida Tiradentes, Avenida Prestes Maia e Túnel Papa João Paulo II (Anhangabaú)  
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida 23 de Maio e a Avenida Brás Leme.

• Avenida 23 de Maio, Avenida Rubem Berta e Avenida Moreira Guimarães
Regulamentação de velocidade máxima de 60 km/h entre o Túnel Papa João Paulo II (Anhangabaú) e o Viaduto João Julião da Costa Aguiar.

• Avenida Washington Luís e Avenida Interlagos
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre o Viaduto João Julião da Costa Aguiar e a Avenida Atlântica.

• Avenida Professor Papini
Será mantida a regulamentação de velocidade máxima de 30 km/h, por já existirem dispositivos redutores de velocidade, como lombadas.

• As vias laterais ao Eixo Norte-Sul, Avenida Professor Ascendino Reis (entre a Avenida Washington Luís e o Complexo Ayrton Senna) e Avenida Pedro Álvares Cabral (entre a Avenida Ibirapuera e a Avenida Dr. Dante Pazzanese) também terão a velocidade máxima regulamentada em 50 km/h.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Paulistanos ocupam Avenidas Bernardino de Campos e Paulista na inauguração da ciclovia

O trecho de 800 metros de extensão da ciclovia na Avenida Bernardino de Campos foi entregue no domingo (23/08) pela prefeitura. Com esta implantação, a malha cicloviária alcançou 356,8 km de extensão em toda a cidade.

Ciclistas e pedestres prestigiam inauguração da ciclovia na Avenida Bernardino de Campos
Ciclistas e pedestres prestigiam inauguração da ciclovia na Avenida Bernardino de Campos

Na oportunidade, a Avenida Paulista também foi aberta a pedestres e ciclistas, que mais uma vez transformaram a região em um grande ponto de encontro e diversão. A liberação ocorreu para garantir a segurança de todos que foram até aquelas vias.

A ciclovia fará conexão com os trechos da Avenida Jabaquara, Rua Domingos de Morais e Rua Vergueiro. Futuramente estará interligada à Rua da Consolação até região central e Avenida Doutor Arnaldo em direção à Zona Oeste da cidade.

Prefeito Fernando Haddad e secretário Jilmar Tatto pedalam na nova ciclovia entregue no domingo
Prefeito Fernando Haddad e secretário Jilmar Tatto pedalam na nova ciclovia entregue no domingo

O secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, afirmou que a ciclovia implantada na Avenida Bernardino de Campos simboliza um novo patrimônio para a cidade. “As intervenções feitas reurbanizaram a avenida, que é um importante centro de ligação à Avenida Paulista”.

Para acomodação deste trecho de ciclovia foram realizadas uma série de intervenções como aterramento de fios, readequação geométrica do canteiro central para acomodação da faixa ciclável, repavimentação, realinhamento das faixas de rolamento, redução de velocidade e reforma do calçamento. Isto tudo, preservando a arborização ao longo da via.

Também no domingo foram entregues o bicicletário, em parceria com o banco Itaú, na Praça dos Arcos. O espaço tem capacidade para abrigar até 50 bicicletas, com sistema de controle totalmente informatizado, cujo trabalho é conduzido por profissionais treinados e habilitados. No mesmo local, existe um espaço gastronômico, também composto por mesas e cadeiras para convívio de pedestres e ciclistas. Ainda houve a inauguração do mirante da Avenida Nove de Julho, revitalizado pela Prefeitura, tornando-se mais um ponto de encontro à disposição dos paulistanos.

Implantação de bicicletário em parceria com o banco Itaú, na Praça dos Arcos; local também conta com espaço gastronômico
Implantação de bicicletário em parceria com o banco Itaú, na Praça dos Arcos; local também conta com espaço gastronômico

Mirante da Avenida Nove de Julho é mais uma opção de lazer aos paulistanos
Mirante da Avenida Nove de Julho é mais uma opção de lazer aos paulistanos

“Os pontos históricos da cidade, antes degradados, estão voltando ao uso público. E felizmente o projeto cicloviário tem colaborado de forma efetiva para tais iniciativas do poder público”, disse Tatto.

A inauguração da ciclovia agradou aos usuários, que estiveram na região. Para o advogado Bernardo Portugal, 43, a iniciativa humaniza a cidade a partir do uso da bicicleta. “São Paulo está seguindo o bom exemplo de Nova Iorque ao priorizar o bem-estar dos cidadãos”, destacou.

Famílias invadem as Avenidas Bernardino de Campos e Paulista
Famílias invadem as Avenidas Bernardino de Campos e Paulista

Na avaliação do médico Rogério Silva, 36, a administração municipal está transformando a cidade com a inclusão das ciclovias. “Elas são lindas, bem construídas e mostram que os paulistanos estão cada vez mais interessados em utilizar a bicicleta para melhorar a qualidade de vida”, diz.

Famílias invadem as Avenidas Bernardino de Campos e Paulista
Famílias invadem as Avenidas Bernardino de Campos e Paulista

Fechamento aos domingos
Assim como ocorreu com a abertura da ciclovia na Paulista, em 28/06, a Companhia fez um segundo teste para avaliação da chance de abertura permanente dessas vias para pedestres e ciclistas aos domingos.

“A possibilidade de abertura da Paulista está sendo discutida com todos os envolvidos, de forma que a decisão tomada traga benefício aos paulistanos”, disse o prefeito Fernando Haddad.

Operação de trânsito
A CET interditou o trânsito na Avenida Bernardino de Campos, no trecho entre a Rua Vergueiro e a Praça Oswaldo Cruz, em ambos os sentidos, das 10h às 17h. Os acessos para veículos foram liberados nos cruzamentos das Ruas 13 de Maio e Abílio Soares, em direção ao Ibirapuera e ao Centro da cidade.

A Avenida Paulista, por sua vez, foi aberta para pedestres e ciclistas a partir das 10h30, conforme o adensamento de pedestres e ciclistas na via, sendo reaberta para o fluxo de veículos às 17 horas.

A Companhia liberou acessos ao trânsito local na faixa à direita entre a Rua Bela Cintra e a Rua Augusta (sentido Paraíso), entre a Alameda Joaquim Eugenio de Lima e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio (sentido Paraíso) e entre a Rua 13 de Maio e Rua Teixeira da Silva (sentido Consolação).

A medida foi tomada para facilitar o acesso a hotéis, hospitais e outros estabelecimentos comerciais. Faixas de trânsito específicas estavam afixadas em locais estratégicos permitindo a rápida visualização de motoristas e demais usuários.

Fotos: Sidnei Santos

CET implanta redução de velocidade máxima em mais vias na cidade, a partir de quinta-feira (27)

Logotipo Programa de Proteção à Vida (PPV)
A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará, a partir da próxima quinta-feira (27/08), a redução de velocidade máxima, para 50 Km/h, em 3 vias da capital.

As alterações acontecerão na Avenida Pedroso de Morais, Avenida Professor Fonseca Rodrigues e Avenida Doutor Gastão Vidigal. Atualmente, a velocidade permitida nesses trajetos é de até 60 km/h.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida (PPV). Serão instaladas faixas e painéis informativos para orientar os motoristas sobre as mudanças e utilizadas 66 placas de sinalização vertical.

O Programa de Proteção à Vida (PPV) foi iniciado em 2013, no começo da atual gestão, e busca a redução de acidentes e atropelamentos na cidade ampliado uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o "CET no Seu Bairro"; a implantação de "Áreas 40"; da "Frente Segura" (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas); das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento; e da redução de velocidade máxima para o padrão de 50 km/h.

Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Alterações no Sistema Viário

Avenida Pedroso de Morais, Avenida Professor Fonseca Rodrigues e Avenida Doutor Gastão Vidigal
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Brigadeiro Faria Lima e a Marginal Tietê (trecho com 7,4 km de extensão).

Será mantida a regulamentação de velocidade máxima diferenciada de 40 km/h aos domingos, das 7h00 às 16h00, na Avenida Professor Fonseca Rodrigues, entre a Praça Apecatu e a Praça Panamericana, em virtude da montagem da ciclofaixa de lazer.

O trecho da Avenida Pedroso de Morais entre a Avenida Brigadeiro Faria Lima e a Avenida Rebouças (1,6 km) já possui a velocidade máxima regulamentada em 50 km/h.

A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Secretaria Municipal de Transportes entrega a ciclovia da Avenida Bernardino de Campos


A Avenida Bernardino de Campos ganhou no último domingo (23/08) 750 metros de ciclovia, complementando a ligação entre a Avenida Paulista e Rua Vergueiro. Na ciclovia da Rua Itápolis, que é conectada à da Bernardino pela Avenida Paulista, foi inaugurado um bicicletário na Praça Marechal Cordeiro de Farias, conhecida como Praça dos Arcos. As implementações estão sendo feitas pela Secretaria Municipal de Transportes por intermédio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e São Paulo Transporte (SPTrans). Com essa inauguração, a cidade passa a contar com 356,8 km de malha cicloviária, incluindo 31,9 km de ciclorrotas.

O percurso na Bernardino de Campos será bidirecional ocupando o canteiro central, entre a Praça Oswaldo Cruz e a Rua Correia Dias.  Na Praça Oswaldo Cruz fará a conexão com as futuras ciclovias da Rua Rafael de Barros e da Rua 13 de Maio. Na conexão com a Rua Vergueiro, o percurso foi reformulado para possibilitar o acesso à Avenida Domingos de Morais.

A Avenida Bernardino de Campos completará o eixo cicloviário da Avenida Paulista, seguindo o mesmo padrão arquitetônico. Para isso, passou por uma grande requalificação urbanística, incluindo a reforma e iluminação reforçada no canteiro central e calçadas, o enterramento da fiação; e implantação de totens de sinalização e de informações.
As oito faixas de rolamento foram mantidas e redimensionadas, havendo alargamento do canteiro central, que ficou com 4,2 metros, e elevação de 28 centímetros em relação às pistas, com nivelamento nos cruzamentos da via. Foi realizado a padronização das pistas de circulação de veículos automotores, além do recape.

O pavimento da ciclovia foi construído em concreto pigmentado, o quegarante maior durabilidade, regularidade e resistência do piso.
Os pedestres também foram beneficiados com a retirada de postes na área de serviço nas calçadas, a fiação foi enterrada e o piso requalificado. A acessibilidade das pessoas com dificuldade de locomoção foi atendida com a implantação de acessos rebaixados e encaminhamentos com piso tátil. Foi uma melhoria completa da via para todos modais que dela se utilizam.Para garantir maior segurança nas travessias, a sinalização semafórica existente foi sincronizada para o fluxo de bicicletas.

Além disso,  também no domingo, a Rua Domingos de Morais , no trecho entre a Rua Sena Madureira e a Avenida Lins de Vasconcelos, teve a velocidade reduzida para 50km/h, conforme anunciado anteriormente. Isto porque, esse trecho completa o eixo cicloviário formado pela Rua Sena Madureira, Avenida Professor Noé de Azevedo, Rua Vergueiro mais a Bernardino e Paulista.

O projeto da Bernardino também engloba a instalação de dutos para passagem de fibra óptica e cabeamento sob o canteiro central. A extensão das redes de dutos é o mesmo da ciclovia. 

Mapa Cicloviário do Centro Expandido