quinta-feira, 20 de agosto de 2015

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 5 vias da cidade


A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima segunda-feira (24/08) a redução de velocidade para 50 Km/h em 5 vias da capital. As alterações acontecerão na Avenida Guarapiranga, Estrada do M’Boi Mirim, Rua Domingos de Morais, Avenida Senador Teotônio Vilela, Avenida Arnolfo Azevedo e Rua Almirante Pereira Guimarães. Atualmente, a velocidade permitida nesses trajetos é de até 60 km/h.
Faixas e painéis informativos começarão a ser colocadas, a partir desta quinta-feira (20/08) para orientar os motoristas sobre as mudanças. Serão utilizadas 166 placas de sinalização vertical nas 5 vias.
O "Programa de Proteção à Vida" (PPV), iniciado em 2013, no começo da atual gestão, visa a redução de acidentes e atropelamentos na cidade, ampliando uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o CET no Seu Bairro; a implantação das Áreas 40; do Frente Segura (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas); das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento; e da redução de velocidade para o padrão máximo de 50 km/h. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Alterações no Sistema Viário
  • Avenida Guarapiranga - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre o Largo do Socorro e a Estrada do M’Boi Mirim (trecho com 2,3 km de extensão).
  • Estrada do M’Boi Mirim - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Av. Guarapiranga e a Rua Riberalta (trecho com 6,2 km de extensão).
  • Rua Domingos de Morais - excepcionalmente nesta rua a implantação ocorrerá a partir de 23/08 - entre a Av. Lins de Vasconcelos e Rua Sena Madureira - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h num trecho de 250 metros para compatibilizar a velocidade no eixo da Avenida Sena Madureira, Avenida Noé de Azevedo e Rua Vergueiro. 
  • Avenida Senador Teotônio Vilela - Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Av. Interlagos e a Rua Arcelina Teixeira da Silva (trecho com 7,5 km de extensão). Será mantida a velocidade máxima de 40 km/h, no sentido Bairro, entre a Rua Nossa Senhora do Outeiro e a lombada eletrônica existente próxima à Rua Nossa Senhora de Nazaré. Será mantida a redução gradativa de velocidade máxima para 40 km/h e 30 km/h nos trechos próximos às lombadas existentes nos seguintes locais:
Sentido Bairro:
•         Próximo à Rua Condessa de Barral;
•         Entre a Rua Aristides Franca (próximo ao nº 4736) e o nº 4596;
•         Entre a Rua São Roque e a Rua Marcantônio Raimondi;
•         Próximo à Rua Arcelina Teixeira da Silva;
Sentido Centro:
•         Próximo à Rua São Roque do Paraguaçú;
•         Próximo à Rua dos Mendes;
•         Junto à Praça do Trabalhador;
•         Junto à Rua Arcelina Teixeira da Silva.
  • Avenida Arnolfo Azevedo e Rua Almirante Pereira Guimarães- Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Desembargador Paulo Passalaqua e a Rua Cardoso de Almeida (trecho com 0,9 km de extensão). 
A Engenharia de Campo da CET vai acompanhar o desempenho da nova medida e intensificar o monitoramento do trânsito nessas regiões.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Esclarecimento sobre reportagem acerca de fiscalização

A respeito do aviso apresentado pela reportagem acerca da fiscalização, relativo ao Departamento de Engenharia de Tráfego Centro-Norte 3, seu teor é absolutamente contrário aos procedimentos da empresa. Tanto é assim que, constatado o equívoco do conteúdo do cartaz, o material foi imediatamente recolhido.
Será apurada a circunstância em que o caso se deu para que providências sejam tomadas e o erro não se repita.

A CET tem como norma que seus agentes se coloquem em locais seguros, quando em campo, justamente para executar com eficiência o controle do tráfego. Da mesma forma, devem estacionar os veículos de trabalho em espaços apropriados no sentido de, se necessário, se deslocarem com facilidade para um atendimento.

Quanto ao tema da elaboração de autuações, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) reitera que não há orientação nem iniciativa que indique o estabelecimento de metas nesse sentido.
Os agentes da Companhia têm como funções, entre outras, o monitoramento e organização do trânsito, além de efetuar autuações quando ocorrem infrações de trânsito.

A CET reafirma que é a maior interessada que qualquer procedimento indevido seja apurado. Para tanto, são necessárias informações objetivas, claras e precisas para a tomada de providências.
A empresa possui canais diretos de comunicação. São o telefone 1188, que é gratuito e atende 24 horas, ou pela página www.cetsp.com.br .

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

CET implanta redução de velocidade máxima em mais 11 vias da cidade


 A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará a partir da próxima quinta-feira (20/08) a redução de velocidade máxima, para 50 Km/h, em 11 vias da capital. As alterações acontecerão na Rua Henrique Schaumann, Avenida Paulo VI, Avenida Sumaré, Avenida Antártica, Viaduto Antártica, Avenida Afrânio Peixoto, Avenida Valdemar Ferreira e Avenida Professor Manuel Chaves (zona oeste), na Avenida Vereador José Diniz, Avenida Carlos Caldeira Filho e Estrada do Campo Limpo (zona sul). Atualmente, a velocidade permitida é de 60 km/h.

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do "Programa de Proteção à Vida".
Faixas e painéis informativos começarão a ser colocadas nesta segunda-feira (17/08) para orientar os motoristas sobre as mudanças com alguns dias de antecedência. Serão utilizadas 149 placas de sinalização vertical nas 11 vias.

O "Programa de Proteção à Vida", iniciado em 2013, no começo da atual gestão, visa a redução de acidentes e atropelamentos na cidade, ampliado uma série de ações para segurança de todos os agentes do trânsito, especialmente os pedestres. A iniciativa inclui várias frentes como o "CET no Seu Bairro"; a implantação de "Áreas 40"; do "Frente Segura" (bolsões de parada junto aos semáforos para motociclistas e bicicletas); das faixas de pedestres diagonais em cruzamentos de grande movimento; e da redução de velocidade para o padrão máximo de 50 km/h. Também foram revitalizados os semáforos de 4.537 cruzamentos na cidade. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários do sistema viário, buscando a convivência pacífica entre todos.

Alterações no Sistema Viário
• Avenida Afrânio Peixoto / Avenida Valdemar Ferreira
   Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h nas avenidas Afrânio Peixoto e Valdemar Ferreira, entre o Portão 1 da USP e o Túnel Euryclides de Jesus Zerbini (trecho com 1,1 km de extensão).

• Rua Henrique Schaumann / Avenida Paulo VI / Avenida Sumaré / Avenida Antártica / Viaduto Antártica
  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h na Rua Henrique Schaumann, Avenida Paulo VI, Avenida Sumaré, Avenida Antártica e Viaduto Antártica, entre a Rua Cardeal Arcoverde e a Avenida Marquês de São Vicente (trecho com 5,9 km de extensão).
  No trecho adjacente ao cruzamento com a Rua Doutor Homem de Melo, a velocidade máxima permitida será de 40 km/h devido a uma curva acentuada.

• Avenida Professor Manuel José Chaves
  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Banibas e a Ponte Cidade Universitária (trecho com 400 metros de extensão).

• Avenida Carlos Caldeira Filho
   Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Avenida Giovanni Gronchi e o Largo do Campo Limpo (trecho com 2,9 km de extensão).

• Avenida Vereador José Diniz
  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre as avenidas Adolfo Pinheiro e Ibirapuera (trecho com 3,9 km de extensão).

• Estrada do Campo Limpo
  Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h entre a Rua Alves dos Santos e o Largo do Campo Limpo (trecho com 4,2 km de extensão).
  No trecho próximo à Rua Silvino Machado e no trecho próximo à Rua Clarimundo Gonçalves, a velocidade regulamentada existente de 40 km/h será mantida.

A medida se faz necessária visto que as referidas vias possuem tráfego intenso, grande volume de pedestres e registraram acidentes em 2014. Dessa forma, velocidades menores são necessárias para promover condições seguras e confortáveis de circulação aos pedestres, que ainda representam o maior número de vítimas no trânsito em São Paulo.