quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

CET amplia a Área 40 em vias do Centro


Logotipo Área 40
A Companhia de Engenharia de Tráfego irá ampliar, na segunda-feira (15/12), a Área 40 para novas vias da Região Central. A Área 40 é uma Área de Velocidade Reduzida onde será regulamentada a velocidade máxima de 40 km/h. A medida busca melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

Apesar da redução de cerca de 5 % no número de mortes de pedestres alcançada na cidade de São Paulo (de 540 em 2012, para 515 em 2013), as ações em defesa da vida precisam e vão ser intensificadas em busca de números cada vez menores.

A Região Central é um grande marco do comércio, atraindo grande número de pedestres, e onde concentram-se também faixas exclusivas para ônibus e ciclovias implantadas nos últimos meses, sendo necessárias velocidades menores para promover condições seguras e confortáveis de circulação. Com esta ampliação da Área 40, o Centro recebe a sétima intervenção deste tipo na cidade, que já vigora na Rótula Central (a primeira área implantada), na Lapa, em Santana, em Moema (duas fases) e na Penha. A área de ampliação tem cerca de 2,4 km², rodeando a Rótula Central.

Redução de velocidade em vias Arteriais
Com ampliação da Área 40 no Centro, trechos das avenidas Cásper Líbero, Rio Branco, São João, Ipiranga, Nove de Julho, Brigadeiro Luís Antônio, Liberdade e Rua da Consolação, também terão redução da velocidade máxima permitida para 40 Km/h.

Abaixo todos os trechos do novo perímetro da Área 40:

Tabela  dos trechos de ruas do novo perímetro da Área 40

Em complemento à implantação, será reduzida a velocidade máxima de 60 Km/h para 50 Km/h nas seguintes vias que delimitam a área:
- Avenida Rangel Pestana
- Rua Anita Garibaldi
- Praça João Mendes
- Viaduto Dona Paulina
- Avenida Ipiranga (entre as avenida Cásper Líbero e São Luís)
- Avenida Senador Queirós
- Avenida Mercúrio


Área 40
O Projeto da Área 40 foi lançado com o objetivo de melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área contemplada. A iniciativa, que começou a ser implantada em outubro de 2013, já abrange todas as regiões da cidade.

Centro
Área 40 na Rótula Central - 1ª Fase - (21/10/2013)- Possui área interna de cerca de 1,6 km² e extensão aproximada de 5,0 km na junção das seguintes vias: Avenida Mercúrio, Avenida Senador Queirós, Avenida Ipiranga, Avenida São Luís, Viaduto Nove de Julho, Viaduto Jacareí, Rua Maria Paula, Viaduto Dona Paulina, Praça Doutor João Mendes, Rua Anita Garibaldi, Praça Clóvis Beviláqua, Avenida Rangel Pestana, Viaduto 25 de Março, e, fechando o círculo, Viaduto Mercúrio.

Zona Oeste
Área 40 na Região da Lapa (01/09/2014) - Possui área interna de cerca de 0,8 km² delimitada pelas ruas Clélia, Carlos Vicari, Guaicurus, John Harrison e Doze de Outubro, respectivamente.

Zona Norte
Área 40 em Santana (22/09/2014) - A intervenção ocorreu num espaço de 1,2 Km² delimitado pelas avenidas Braz Leme, Santos Dumont, Morvan Dias de Figueiredo, Cruzeiro do Sul, General Ataliba Leonel, e ruas Jovita, Conselheiro Saraiva, Alfredo Pujol, Chemin Del Pra e Doutor César.

Zona Sul
Área 40 em Moema - 1ª Fase - (03/11/2014) - A intervenção tem cerca de 1,7 km², delimitada pelas avenidas dos Bandeirantes, Ibirapuera, Indianópolis e Moreira Guimarães.
Área 40 em Moema - 2ª Fase - (17/11/2014) - A área tem cerca de 1,7 km², sendo geometricamente inversa a da 1ª fase, delimitada agora pelas avenidas dos Bandeirantes, Ibirapuera, Santo Amaro, Hélio Pellegrino e República do Líbano.

Zona Leste
Área 40 na Penha (01/12/2014) - Com cerca de 0,8 km², a área está delimitada pela Avenida Governador Carvalho Pinto, Avenida Cangaíba, Rua Padre João, Rua Doutor João Ribeiro, Rua Coronel Rodovalho, Avenida Engenheiro Alberto Pretini, Rua Vereador Cid Galvão da Silva e vias lindeiras a linha da CPTM.

Com a atual implantação, a cidade passa a contar com 10,2 Km² de Área de Velocidade Reduzida.






quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Nova ciclovia que atravessa o Rio Tietê, sobre o Viaduto Domingos Franciulli Neto a partir desta quarta-feira (10)

A partir desta quarta-feira, (10), a cidade passa a contar com 204,0 km de vias destinadas aos ciclistas, com o novo trecho de ciclovia com 1,4 km no Viaduto Domingos Franciulli Neto, ligação das zonas Leste e Norte da cidade.

O percurso bidirecional está implantado no lado direito da pista do viaduto, no sentido Marginal, e futuramente fará a conexão entre as ciclovias da Avenida Governador Carvalho Pinto e Avenida Educador Paulo Freire, ainda em construção.

Do total de ciclovias existentes na cidade, foi inaugurado 141,0 km desde junho deste ano. Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2015.

A travessia de ciclistas em pontes e viadutos sobre as Marginais dos rios Tietê e Pinheiros vem sendo objeto de atenção especial pela SMT/CET. No início de Outubro, a pasta apresentou a proposta de construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas Marginais.

Ciclovia Viaduto Domingos Franciulli Neto

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Novo trecho de ciclovia no Jardim Independência, com 1,9 km, entra em funcionamento nesta terça-feira, 09/12


A partir de hoje, 09/12, a cidade passa a contar com 202,6 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 1,9 km de extensão, na região de Vila Prudente, Zona Leste da cidade. A ciclovia está localizada no Jardim Independência, ampliando a ciclovia da Vila Prudente que circunda o Parque Ecológico e conectando-se a partir da Avenida Jacinto Menezes Palhares, com a ciclovia do Monotrilho na Avenida Luís Ignácio de Anhaia Mello. O percurso será bidirecional, junto à calçada, em toda a extensão.

O traçado segue pelos seguintes trechos das vias:

  • Avenida Alberto Ramos, entre a Rua Susana/Avenida do Oratório e Rua Planalto de Conquista;
  • Rua Planalto de Conquista, entre Avenida Alberto Ramos e Rua Segismund Domingues;
  • Rua Segismund Domingues, entre as ruas Planalto da Conquista e Secundino Domingues;
  • Rua Secundino Domingues, entre as ruas Segismund Domingues e Artia;
  • Rua Artia, entre Rua Secundino Domingues e Praça Mauricio Domingues;
  • Praça Mauricio Domingues;
  • Rua Ipuiuna, entre Praça Mauricio Domingues e Rua Brumado de Minas;
  • Rua Brumado de Minas, entre as ruas Ipuiuna e Manhuaçu;

Ciclovia Jardim Independência

Ponte das Bandeiras ganha ciclovia de 400 metros nesta terça-feira, 09/12

A partir de hoje 09/12, a cidade passa a contar com 202,6 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 0,4 km na Ponte das Bandeiras, ligação do Centro e Zona Norte da cidade. O percurso bidirecional está implantado em dois trechos, no canteiro central da Avenida Santos Dumont e na calçada da ponte, no sentido Centro/Bairro, e futuramente fara a conexão com as ciclovias do Bom Retiro e da Avenida Braz Leme.

A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2015. A travessia de ciclistas em pontes e viadutos sobre as Marginais dos rios Tietê e Pinheiros vem sendo objeto de atenção especial pela SMT/CET. No início de Outubro, a pasta apresentou a proposta de construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas Marginais.


Ciclovia Ponte das Bandeiras

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – Avenida Paulista terá novo trecho de faixa exclusiva à esquerda

A CET e a SPTrans implantaram 0,2 km de faixa exclusiva à esquerda para ônibus na Av. Paulista no trecho entre Rua Haddock Lobo e  R. da Consolação, no sentido Paraiso/Consolação. O funcionamento será de segunda a sábado das 6 às 22 horas.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Para isso foi aberto o cruzamento da Av. Paulista x R. da Consolação, permitindo o acesso, somente aos coletivos, para as avenidas Angélica e Doutor Arnaldo. Com isto, busca-se a redução do tempo de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com este 0,2 km de trecho implantado, a partir de 05/12, a cidade de São Paulo conta com 458,7 km de faixas exclusivas para ônibus, dos quais 368,7 km foram implantados na atual gestão.

Pela Avenida Paulista, no trecho desta implantação, circulam 13 linhas de ônibus municipais, transportando 123 mil passageiros em média por dia útil.

Está prevista alteração na circulação do tráfego com abertura do canteiro no cruzamento da Avenida Paulista x Rua da Consolação, permitindo o acesso exclusivo aos coletivos para as avenidas Angélica e Doutor Arnaldo. Agentes da CET e da SPTrans vão acompanhar o desempenho da nova faixa exclusiva, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança viária de todos os usuários.

A ativação terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 13/12, a fiscalização será intensificada na via. Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar na faixa exclusiva de ônibus à esquerda é uma infração grave, com perda de cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69.

Faixa exclusiva para ônibus à esquerda na Avenida Paulista