quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus - Avenida Celestino Bourroul terá faixa exclusiva a partir desta segunda-feira, 24/11

A partir de segunda-feira (24/11), a CET e a SPTrans implantam 200 metros de faixa exclusiva à direita para ônibus na Avenida Celestino Bourroul, na Zona Noroeste da cidade. A nova faixa funcionará no Sentido Centro, de segunda a sexta feira, das 6h00 às 9h00, no trecho entre a Praça Francisco D'Aurea e a Rua Coronel Mario de Azevedo.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 200 metros, a partir de 24/11, a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 366,5 km de faixas exclusivas para ônibus na capital paulista.

Pela Avenida Professor Celestino Bourroul, no Sentido Centro, circulam 11 linhas de ônibus, entre a Praça Francisco D'Aurea e a Rua Coronel Mario de Azevedo, realizando em média 109 mil viagens de passageiros por dia útil de operação.
A frequência média das linhas mencionadas, no horário de pico, é de 94 ônibus/hora.

A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 08/12, a fiscalização será intensificada na via.
Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

Faixa exclusiva à direita para ônibus na Avenida Celestino Bourroul


Clique aqui para mais informações

Novo trecho de ciclovia de 2,6 km no Parque São Lourenço em São Mateus

Novo percurso integra região de galpões industriais na Zona Leste priorizando mais uma vez o deslocamento do trabalhador e futuramente fará a integração com as avenidas Aricanduva e Sapopemba.

A partir desta quinta-feira, 20/11, a cidade passa a contar com 182,8 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 2,6 km de extensão, na região de São Mateus, Zona Leste da cidade. A ciclovia está localizada no Parque Industrial São Lourenço, importante polo industrial da região e futuramente fará a conexão com a rede das avenidas Aricanduva e Sapopemba.

O trajeto seguirá pelas ruas Forte do Triunfo, Forte Cananéia, Forte de Araxá, Forte dos Franceses, Forte do Leme e Forte da Ribeira. O percurso será unidirecional ao lado do canteiro central em um trecho da Rua Forte do Leme, e bidirecional no restante do percurso. Estão sendo usados, aproximadamente 8.900 m2 de sinalização horizontal, 33 placas de trânsito indicando "Circulação exclusiva de bicicletas" e 83 placas de regulamentação e advertência.

O traçado segue pelos seguintes trechos das vias:
  • Rua Forte do Triunfo, entre Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte dos Franceses;
  • Rua Forte Cananéia, entre as ruas Forte do Leme e Forte do Triunfo;
  • Rua Forte de Araxá, entre a Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte dos Franceses;
  • Rua Forte dos Franceses, entre as ruas Forte da Ribeira e Forte do Triunfo;
  • Rua Forte do Leme, entre Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte de Araxá - (unidirecional);
  • Rua Forte do Leme, entre as ruas Forte de Araxá e Forte doa Ribeira - (bidirecional);
  • Rua Forte da Ribeira, entre as ruas Forte do Leme e Cadência.
Ciclovia Parque Industrial São Lourenço

Clique aqui para mais informações sobre a rede cicloviária da cidade.

Proteção à Vida - CET implanta Programa de Redução de Velocidade na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello


Logotipo Programa de Proteção à Vida
A ação visa aumentar a segurança para usuários e incentivar o melhor compartilhamento do espaço urbano.

A CET irá implantar na segunda-feira (24/11) o Programa de Redução de Velocidade na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, onde será regulamentada a velocidade máxima de 50 km/h. Atualmente, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

Alterações no Sistema Viário
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h:
- Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, toda extensão.

A medida se faz necessária pois a referida avenida possui tráfego intenso e grande volume de veículos pesados, visto que a mesma é parte do chamado "Minianel Viário". Além disso, ao longo da Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, muitos deslocamentos de pedestres e ciclistas acontecem devido ao Monotrilho, à Estação Vila Prudente do Metrô, à ciclovia no canteiro central e à existência de estabelecimentos comerciais em grande parte da via.

Para implantação do Programa de Redução de Velocidade nesta avenida serão utilizadas 75 novas placas de sinalização vertical de regulamentação e advertência, além de 11 faixas de vinil nos principais acessos, alertando os motoristas quanto à mudança.


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Ampliação da ciclovia do Jabaquara com novo trecho da Rua Madre Cabrini a partir desta terça-feira (18)

Com a entrega de um novo trecho de 700 metros de ciclovia na Rua Madre Cabrini, região da Vila Afonso Celso, a cidade conta agora com 180,2 km de vias destinadas aos ciclistas. O trecho complementa a ciclovia do Jabaquara a partir da Rua Coronel Lisboa, que somam 4,2 km ao eixo do corredor Jabaquara/Domingos de Morais.

Ciclovia na Rua Madre Cabrini


O traçado em funcionamento é bidirecional ao lado do passeio, nas ruas Madre Cabrini, entre as ruas Domingos de Morais e Coronel Lisboa, e na Rua Coronel Lisboa entre as ruas Madre Cabrini e Sena Madureira.

Os ciclistas têm a partir de hoje (18) a opção de interligação cicloviária entre as ciclovias do Jabaquara, Vergueiro Liberdade, do Centro Histórico, Perdizes, Santa Cecília/Higienópolis, Luz/Bom Retiro, e Espaço Compartilhado da Avenida Sumaré/Paulo VI.

Do total de ciclovias existentes na cidade, foram ativados 117,2 km desde junho deste ano. Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

Recomendações ao Público:
  • Respeite a sinalização;
  • Respeite a ciclovia desde o início da implantação da mesma;
  • Por se tratar de uma ciclovia a ser utilizada pelo público em geral (adultos, crianças e idosos), não se destina à prática de atividades desportivas de ciclismo, devendo ser percorrida em velocidade compatível;
  • Se necessitar pedir informações, proceda de forma a não atrapalhar a fluidez do trânsito;
  • É proibida a utilização da ciclovia por pedestres.


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – 1,6 Km na Av. Deputado Emilio Carlos a partir de segunda-feira (17)

A partir desta segunda-feira (17), a Av. Deputado Emilio Carlos, na Zona Noroeste da cidade ganha novo trecho com 1,6 Km de faixa exclusiva à direita para ônibus. A nova faixa funcionará no sentido Centro, de segunda a sexta feira, das 6 às 9 horas, no trecho entre a Rua Crisólia e Avenida Nossa Senhora do Ó.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 1,6 Km a partir de 17/11, a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 366,3 km de faixas exclusivas para ônibus na capital paulista.

Não está prevista nenhuma alteração na circulação do tráfego em função da implantação da faixa exclusiva.

Fiscalização

A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. Daqui a duas semanas, a partir de 01/12, a fiscalização será intensificada na via.

Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

Clique aqui e saiba mais sobre a Operação dá Licença para o Ônibus

Conexão cicloviária liga as regiões da Saúde e do Jabaquara desde sábado (15)

Desde sábado (15) a cidade passa a contar com 179,5 km de vias destinadas aos ciclistas. O novo trecho com 1,5 km de extensão foi ativado na Alameda dos Guatás, entre as avenidas dos Aratãs e Jabaquara, proporcionando a conexão entre as regiões da Saúde e Jabaquara, e com as estações Praça da Árvore, Saúde e São Judas do Metrô.

Do total de ciclovias existentes na cidade, a atual gestão inaugurou 117,7 km desde junho deste ano. Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

O traçado da ciclovia será bidirecional junto ao passeio direito da via, no sentido oposto ao fluxo veicular. Haverá focos semáforicos exclusivos para ciclistas junto aos cruzamentos da Alameda dos Guatás.

Ciclovia Alameda dos Guatás




Região da Vila Mariana ganhou mais um trecho de ciclovia desde sábado (15)

O novo trecho com 1,6 km de extensão na Rua França Pinto, entre a Avenida Pedro Álvares Cabral e a Rua Vergueiro, proporciona a conexão entre as regiões do Parque do Ibirapuera, Vila Mariana, Liberdade, Aclimação e Centro pela ciclovia da Rua Vergueiro.

O traçado da ciclovia será bidirecional junto ao passeio esquerdo da via, no sentido oposto ao sentido do fluxo veicular. Haverá focos semáforicos exclusivos para ciclistas junto aos cruzamentos da Rua França Pinto.

Desde junho deste ano são 116,5 km de ciclovias ativas. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

Ciclovia Rua França Pinto