sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Programa de Proteção à Vida - CET implanta rotatória e lombada na Zona Norte


Logotipo Programa de Proteção à Vida (PPV)

A partir de segunda-feira (13), uma rotatória no cruzamento das ruas Aparecida do Taboado e Encruzilhada do Sul, na Zona Norte da cidade será ativada. Também serão implantados dois redutores de velocidade do tipo lombada na Rua Aparecida do Taboado, na altura dos números 138 e 305, próximo ao CEU Jardim Paulistano.

A medida faz parte do "Programa de Proteção à Vida" e visa a melhoria das condições de segurança dos usuários dessas vias, através da redução da velocidade veicular e ordenamento do direito de passagem, permitindo uma relação mais pacífica entre os usuários e a consequente diminuição do número de acidentes e vítimas.

Recomendações ao público
  • Atenção à nova sinalização;
  • Se necessitar pedir informações, proceda de forma a não atrapalhar a fluidez do trânsito;
  • Respeite os limites de velocidade;
  • Aos motoristas e motociclistas, a CET solicita atenção com os demais usuários das vias, sobretudo com pedestres e ciclistas, que compõem o grupo mais vulnerável.
A Engenharia de Campo da CET  vai acompanhar a alteração, orientando o tráfego na região, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e condutores.

Jardim Cordeiro, na Zona Sul, ganha ciclovia de 900 metros


Com o novo percurso ativado a cidade conta agora com 83,8 km de ciclovia, desde junho deste ano. A meta da Prefeitura e da SMT é viabilizar uma rede de 400 km até o fim de 2016.

O novo trecho de ciclovia no Jardim Cordeiro, região de Santo Amaro, na Zona Sul da cidade tem 900 metros de extensão. O percurso dá acesso ao Parque do Cordeiro e, futuramente, fará a conexão com a ciclovia da Chácara Santo Antônio e estação Granja Julieta da CPTM.

O trajeto segue pela Avenida Professor Rubens Gomes de Souza, entre a Rua Dr. Antônio Gontijo de Carvalho e a Rua Breves, com percurso unidirecional nos dois sentidos da via, ao lado do canteiro central. Depois, continua pela Rua Breves, entre a Avenida Prof. Rubens Gomes de Souza até a entrada do Parque do Cordeiro, onde nesse trecho o traçado é bidirecional ao lado do passeio.

Ciclovia no Jardim Cordeiro

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Ciclovias vão cruzar pontes das marginais


Logotipo cicloviaSP
Estudos foram apresentados na sede da Prefeitura, travessia da Ponte da Casa Verde será a primeira instalada

Os projetos de travessia para ciclovias sobre 12 pontes nas marginais dos rios Tietê e Pinheiros foram apresentados, na terça-feira (7), pelo prefeito Fernando Haddad e o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto. A iniciativa irá interligar os novos trajetos que estão sendo feitos para ciclistas.
"Estamos fazendo um espaço apropriado para os ciclistas com a preocupação na travessia das alças dessas 12 pontes", afirmou Tatto. Essas intervenções foram divididas em duas etapas de acordo com a complexidade e da necessidade de obras.

Veja apresentação com detalhes do projeto aqui .

Circulação de bicicletas ficará mais segura nas pontes na capital
A Travessia das marginais é parte importante para a ligação cicloviária das zonas Norte, Oeste e Sul ao Centro da cidade. Em uma primeira fase, quatro pontes receberão essas ciclovias de travessia, sendo que a primeira será na Casa Verde. "Daqui para frente, toda ponte tem que ser pensada neste sentido", afirmou Haddad. A estratégia de implantação dependerá da existência de conexões.

Detalhamento das etapas

Primeira Etapa
A primeira fase consiste em projetos para pontes que requerem apenas pintura e obras de pequeno porte:
  • Viaduto Domingos Franciulli Neto (General Milton Tavares de Souza) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no acostamento, na lateral do sentido Rodovia Fernão Dias.
  • Ponte Presidente Jânio Quadros (Vila Maria) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional central.
  • Ponte Júlio de Mesquita Neto (Pompéia) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional central.
  • Ponte Vitorino Goulart da Silva - Sobre o Rio Pinheiros, passarela com ciclovia bidirecional, na lateral do sentido Interlagos.


Segunda Etapa
Projetos para pontes que requerem obras civis de maior porte:
  • Ponte Doutor Miguel Arraes (Aricanduva) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central.
  • Ponte Flávio Cavalcanti (Vila Guilherme) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central.
  • Ponte Cruzeiro do Sul - Sobre o Rio Tietê, ciclovia unidirecional central em ambos os sentidos.
  • Ponte das Bandeiras - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional sobre o passeio, na lateral do sentido Santana.
  • Ponte Jornalista Walter Abraão (Casa Verde) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional sobre o passeio, na lateral do sentido Centro.
  • Ponte Adhemar Ferreira da Silva (Limão) - Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central.
  • Ponte Remédios - Carmen Fernandes Neves - Sobre o Rio Tietê, ciclovia unidirecional central em ambos os sentidos.
  • Ponte Jurubatuba - Sobre o Rio Pinheiros, passarela com ciclovia bidirecional central.


Em estudo
Além dessas, outras pontes continuam em estudos técnicos, buscando soluções para implantação de ciclovias:
  • Ponte Imigrante Nordestino - Sobre o Rio Tietê.
  • Ponte Deputado Ricardo Izar (Tatuapé) - Sobre o Rio Tietê.
  • Complexo Viário Prefeito Olavo Egydio Setúbal (Anhanguera) - Sobre o Rio Tietê.
  • Ponte Engenheiro Ary Torres - Sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte Octávio Frias de Oliveira (Estaiada) - Sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte Caio Pompeu de Toledo (Morumbi) - Sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte João Dias - Sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte Transamérica - Sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte Freguesia do Ó - Sobre o Rio Tietê, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Centro.
  • Ponte do Piqueri - Sobre o Rio Tietê, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro.
  • Ponte Hirant Sanazar (Jaguaré) - Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional entre as pontes.
  • Ponte Cidade Universitária - Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional ao lado do sentido Bairro.
  • Ponte Eusébio Matoso - Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional ao lado do sentido Bairro.
  • Ponte Engenheiro Roberto Rossi Zuccolo (Cidade Jardim) - Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro.
  • Ponte Laguna - Em construção sobre o Rio Pinheiros.
  • Ponte Santo Dias da Silva (Socorro) - Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro.


Diretrizes do "Padrão CET" para ciclovias
Para planejar as futuras travessias das ciclovias sobre as pontes, as diretrizes a nortear os técnicos continuam a serem as do "Padrão CET":
  • Ligações perimetrais e radiais: constituição de rede estrutural cicloviária.
  • Conectividade dos trajetos.
  • Linearidade: menor distância possível na viagem.
  • Funcionalidade: importância das ligações que proporciona (escolas, praças, etc.).
  • Integração modal com transporte de média e alta capacidade.
  • Uso da estrutura como meio de transporte.
  • Preferência por ruas secundárias.
  • Não se eliminar a faixa de rolamento.
  • Implantar preferencialmente no lado esquerdo.
  • Ser preferencialmente bidirecional.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Conheça as novas ciclovias a serem ativadas nesta semana


Com os novos percursos em operação, a partir desta semana, a cidade passa a contar com 82,9 km de ciclovias ativadas, desde junho deste ano. A meta da Prefeitura e da SMT é chegar aos 400 km até o fim de 2016.

Zona Sul
A região da Cidade Dutra, na Zona Sul, ganha nesta semana 1,6 km de ciclovias. O novo trecho, construído pela Subprefeitura de Capela do Socorro em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) é bidirecional sobre o leito carroçável em toda a extensão das ruas Acácio Fontoura e Gonçalo Soares de França, proporcionando a ligação entre o Largo de São José e o Parque da Represa de Guarapiranga.

Ciclovia Ruas Acácio Fontoura e Gonçalo Soares de França


Zona Leste
A Rua Dr. Assis Ribeiro, na Zona Leste, ganha nesta semana seu terceiro trecho de ciclovia, este com 1,6 km de extensão. O novo percurso será unidirecional sinalizado junto ao passeio em ambos os lados da via, no trecho entre a Rua Rio Soturno e o acesso à passagem sob a linha férrea da CPTM, próximo ao Parque Jacuí. Na Rua Eng. José Cruz de Oliveira, o traçado proporciona conexão com a Vila União e o Parque Jacuí.
Esta ciclovia de 1,6 km compõe uma rede que começou a ser implantada, na Rua Dr. Assis Ribeiro em 16 de agosto. O primeiro trecho, aberto naquela data, possuía 2,1 km de extensão entre a Rua Rio Soturno e a Av. Paranaguá. Em 13 de setembro, foi entregue o segundo trecho, com 1,7 km, entre a Av. Paranaguá e a Rua Cisper (passarela de acesso à USP Leste).
Conheça o trajeto do terceiro ramal de 1,6 km  de extensão:
 - Rua Dr. Assis Ribeiro, entre as ruas Rio Soturno e Frei Fidelis Mota;
 - Rua Frei Fidelis Mota, entre a Rua Dr. Assis Ribeiro e a Av. Dr. Custódio de Lima;
 - Rua Dr. Assis Ribeiro, entre as ruas Frei Fidelis Mota e Eng. José Cruz de Oliveira;
 - Rua Dr. Assis Ribeiro, entre a Av. Jacu Pêssego/Nova Trabalhadores e a Rua Frei Fidelis Mota.

Ciclovia Dr. Assis Ribeiro

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Proteção à Vida - CET implanta Programa de Redução de Velocidade na Avenida Bernardino de Campos

A ação visa aumentar a segurança para usuários e incentivar o melhor compartilhamento do espaço urbano.
A CET implanta nesta segunda-feira (06/10) o Programa de Redução de Velocidade na Avenida Bernardino de Campos, onde será regulamentada a velocidade máxima de 50 km/h. Atualmente, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h. 

A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

A medida se faz necessária visto que a referida avenida possui tráfego intenso e concentra grande volume de pedestres, sendo necessárias velocidades menores para promover condições seguras e confortáveis de circulação a tais usuários, que ainda representam o maior número de vítimas no trânsito em São Paulo.

Para implantação do Programa de Redução de Velocidade nestas avenidas serão utilizadas 13 novas placas de sinalização vertical de regulamentação e advertência, além de faixas de vinil nos principais acessos, alertando os motoristas quanto à mudança.


@CETSP_ atinge a marca de 150.000 seguidores no Twitter


captura de tela Perfil CET no Twitter
No mundo inteiro as pessoas buscam cada vez mais informações úteis para seu dia a dia. Em grande cidades, os serviços online são amplamente utilizados pela população, principalmente através de dispositivos móveis, como mapas, notícias e serviços públicos.

Nesse contexto a CET vem utilizando o Twitter para chegar ao cidadão onde quer que ele esteja, auxiliando-o a tomar decisões que facilitem suas tarefas diárias.

Conteúdo CET

A atividade da empresa no Twitter está divida em conteúdos distintos:
- publicar 24 horas por dia, 7 dias por semana, as ocorrências que podem causar transtorno e risco ao usuário da via pública;
- interagir e responder ao usuário sempre que necessário;
- publicar informações sobre os eventos previstos e as alternativas montadas pela engenharia de tráfego;
- divulgar as ações e projetos da CET para melhorias na mobilidade;
- publicar mensagens educativas e institucionais que auxiliem na busca de um melhor convívio entre os usuários da via pública.

Crescimento e amadurecimento

São 400% de crescimento em apenas 9 meses. E isto deve-se a diversos fatores como:

• consistência no trabalho de monitoramento, publicação e respostas via Twitter, realizado pelos profissionais envolvidos, especialmente ao trabalho prestado pela Central de Operação que atende ao munícipe durante 7 dias por semana, 24 horas por dia, postando, em tempo real, as principais informações sobre o trânsito, atendendo às solicitações e respondendo as dúvidas dos usuários.

• constante revisão do conteúdo publicado e na metodologia aplicada ao monitoramento, buscando relevância para o usuário: o que falar e como falar;

• ser, além do 1188, a única maneira do cidadão receber e enviar informações à CET quando e onde ele mais precisa: na rua;

• menção a outros perfis e veículos de comunicação quando a informação é relevante para o cidadão;

• e, mais recentemente, publicar mensagens acompanhadas de imagens do site e do Instagram CET. Este tipo de informação aumenta em cerca de 10 vezes o interesse pelo conteúdo postado.

Para manter a qualidade e melhorar cada vez mais, é importante consolidar presença nas redes sociais; produzir sempre conteúdos de interesse público e interagir com o cidadão, atendendo suas expectativas.

A linha do tempo

Em novembro de 2011, quando entra no Twitter, a CET passa a publicar informações 24 horas por dia, 7 dias por semana sobre as condições do trânsito direto do DAA/Central de Operações e também informações institucionais, dicas de segurança e eventos previstos na via, publicadas pelo DCD/Marketing. Naquele momento a CET ainda não interagia com o usuário, só monitorava e respondia indiretamente, quando percebia a demanda.

Em junho de 2012 a CET passa a responder diretamente as menções feitas a ela por meio de seu perfil no Twitter.

Em abril de 2013 a CET conquista 10.000 seguidores no Twitter.

Em maio de 2013 adota nova estratégia nas suas publicações, mencionando perfis de grande audiência em eventos como exposições, jogos de futebol e shows.

E em dezembro de 2013, menos de 8 meses depois, a CET conquista 30.000 seguidores no Twitter. Na ocasião projetou-se atingir, até o final de 2014, a marca de 80.000 seguidores.

Em setembro de 2014, atinge a marca de 150.000 seguidores.

gráfico de evolução do número de seguidores da CET no Twitter
Evolução do número de seguidores da CET desde a criação do perfil no Twitter


O trabalho desenvolvido aproxima a empresa do cidadão por meio da prestação de serviço ágil, de qualidade, precisão, relevância e transparência. O crescimento do número de seguidores e de interações comprovam esta aproximação, pois ele conhece e reconhece a qualidade do serviço, impactando positivamente na imagem da empresa.


A presença da CET em outras redes e serviços:

- 2008: a CET passa a utilizar o YouTube para publicar seus videos.
- 2011: é a vez do Twitter;
- 2012: publica álbuns de fotos no Flickr;
- 2014: entra no Instagram e cria seu Blog.


Para acessar (e seguir): twitter.com/CETSP_