segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Avenida Luiz Gushiken recebe novo trecho de corredor de ônibus

Desde segunda-feira (22/12), foi implantado 400 metros de corredor exclusivo à esquerda para ônibus na Avenida Luiz Gushiken, num total de 1,1 km de extensão com início junto à Avenida Guido Caloi, na Zona Sul da cidade. A novo trecho funciona no Sentido Bairro, de segunda à sexta-feira, em período integral, entre a Rua Guilherme Valente e a Rua José Barros Magaldi.

A ativação está inserida na dentro da Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Corredor exclusivo à esquerda para ônibus - Avenida Luiz Gushiken


Transporte coletivo

Pela Avenida Luiz Gushiken (entre a Rua Guilherme Valente e a Rua José Barros Magaldi), no Sentido Bairro, circulam cinco linhas de ônibus, realizando em média 25.592 viagens de passageiros por dia útil de operação.

Fiscalização
A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. Daqui a duas semanas, a partir de 03/01/2015, a fiscalização será intensificada na via.

Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Faixas reversíveis serão gradativamente suspensas neste período de Natal e Ano Novo

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) está suspendendo gradativamente a montagem das faixas reversíveis na Cidade, devido à diminuição do fluxo de veículos verificado neste período de Natal e Ano Novo. As faixas reversíveis são ativadas com o objetivo de aumentar a capacidade da malha viária nos horários de pico, o que torna-se desnecessário em decorrência do menor volume de tráfego nesta época.

Abaixo a relação das faixas reversíveis que serão desativadas.


Tabela contendo a relação das faixas reversíveis que serão desativadas

Se necessário, a montagem será retomada imediatamente, pois o material estará disponível nas viaturas das rotas destas vias.

A reativação da faixas ocorrerá gradativamente a partir de janeiro, por trechos e horários, de acordo com o aumento do fluxo de veículos nos horários de pico.

Veja neste link mais informações sobre Faixas Reversíveis

Com faixas exclusivas, ganho do paulistano no ônibus foi de 40,7 minutos/dia em 2014

Velocidade média em faixas exclusivas implantadas em 2014 tem ganho médio de 67,5% para o transporte coletivo

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) acaba de concluir uma amostragem anual a respeito da velocidade média praticada pelos ônibus nas faixas exclusivas, bem como a atualização do estudo que mostra o ganho do paulistano ao optar pela utilização do transporte público na cidade.

O ganho médio é de 40,7 minutos/dia. A pesquisa leva em consideração um universo de 65,7 Km de faixas exclusivas implantadas na capital este ano.

A análise levou em consideração as velocidades médias praticadas nas faixas exclusivas, o tempo de deslocamento dos paulistanos dentro dos ônibus e também o impacto da lentidão nas vias - antes e após a implantação das faixas.

Abaixo a evolução das performances desde 2012.

Tabela da evolução das performances desde 2012
Resultados gerais dos coletivos nas faixas






































Velocidade média dos coletivos em 2014

Para calcular a velocidade média praticada nos coletivos foram considerados 81 trechos de faixas exclusivas inauguradas entre o dia 13 de janeiro e 31 de outubro de 2014, que representam 65,7 Km de vias destinadas ao transporte coletivo. A amostragem revela um crescimento de 67,5% na velocidade média desempenhada pelos ônibus, com aumento de 12,1 Km /h para 20,3 Km/h.

Em cada uma das faixas pesquisadas a medição foi feita uma semana antes da implantação da faixa exclusiva e ao longo da primeira semana de ativação do trecho. No arquivo anexo está a tabela com o consolidado do ano.

O melhor resultado entre todas as faixas inauguradas este ano foi registrado na ativação da Ponte do Jaguaré, com melhora de 317,3% na velocidade média dos coletivos. Antes da implantação, a velocidade média no trecho era de 10,8 Km/h. Após a segregação de pista, a velocidade média subiu para 44,9 Km/h.

A faixa da Ponte do Jaguaré foi inaugurada no dia 31 de março. O primeiro estudo de velocidade realizado na via já apresentava um ganho de mais de 300% que se manteve. Pelo local, no trecho onde a faixa foi implantada, circulam 12 linhas de ônibus municipais no sentido Centro, transportando 50.508 passageiros por dia útil. A frequência média é de 52 ônibus/hora pico. Já no sentido Bairro, passam 12 linhas de ônibus, levando 51.202 passageiros, numa freqüência média de 49 ônibus/hora pico.

A faixa exclusiva mais extensa inaugurada em 2014, a da av. Vila Ema/Rua do Orfanato, com 2,3 Km, registrou um ganho de 75,5 % na velocidade dos coletivos - subiu de 12,2 para 21,4 Km/k. Esta faixa foi inaugurada no dia 4 de novembro e é ativada de segunda a sexta-feira, das 6h00 às 20h00 e, aos sábados, das 6h00 às 14h00.

Pela Avenida Vila Ema, no trecho da implantação, circulam no sentido Centro seis linhas de ônibus municipais, transportando 77.031 passageiros por dia útil, com frequência média de 56 ônibus/hora no pico manhã. Em relação à Rua do Orfanato, passam 13 linhas levando 138.244 passageiros por dia útil, com frequência média de 94 ônibus/hora no pico manhã.

Outro destaque é o primeiro trecho da faixa exclusiva implantada na Belmira Marin, em junho deste ano. A faixa resultou num ganho de 165,7% para o transporte coletivo. A velocidade média subiu de 9,5 Km/h para 25,2 km/h.

Esta faixa é ativada de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h e, aos sábados, das 6h às 14 horas.

Lentidão

A CET também compilou dados relativos à média das máximas lentidões registradas em toda a cidade. A análise leva em consideração um universo um pouco maior do que o estudo anterior, com 75,7 Km de faixas exclusivas implantadas em 2014. O gráfico apresentado abaixo indica uma estabilização nas lentidões na comparação de 2013 com 2014. Quando estabelecemos uma comparação com o período de agosto a dezembro registramos medições de queda em todas as simulações 2013 - 2014.

O gráfico apresentado abaixo demonstra que a taxa de crescimento da lentidão na cidade é a menor já registrada nos últimos quatro anos. De 2013 para 2014 a lentidão teve um crescimento de 4 Km (142 Km para 146 Km), crescimento de 2,8 %. De 2012 para 2013 o crescimento foi de 10Km (132 Km - 142 Km), ou seja, 7,8 %. De 2011 para 2012 o crescimento foi de 17 Km ( 115 - 132 Km), o que representa 14,8 %.

A análise desmistifica o entendimento de que a segregação de pistas para beneficiar o transporte coletivo representa um impacto negativo para o trânsito em geral. Os números mostram exatamente o contrário. Ou seja, estamos conseguindo "frear" o crescimento da lentidão na cidade.

Gráfico- Média das máximas lentidões registradas - cidade toda



Monitoramento

A Engenharia de Campo da CET segue acompanhando o desempenho dos projetos, observando a fluidez e a segurança do trânsito, podendo ser feitas adequações sempre que necessário.

Para mais informações sobre a Operação dá Licença para o Ônibus clique aqui.

CET implanta Operação Estrada para o Natal e o Ano Novo

A Operação Estrada para o Natal acontece entre sexta-feira (19/12) e quarta-feira (24/12); e para o Ano Novo, entre quarta-feira (31/12/2014) e segunda-feira (05/01/2015). O objetivo da operação é garantir a segurança, a fluidez do tráfego e a mobilidade dos motoristas e pedestres devido ao intenso aumento do fluxo de veículos, especialmente nos acessos às rodovias. Estima-se que aproximadamente 1,6 milhões de veículos deixem a Capital em direção ao litoral e ao interior do Estado no Natal e 1,45 milhões no Ano Novo.

Operação Estrada
A Operação Estrada, que visa o monitoramento da saída e do retorno à Capital, será realizada nos principais horários previstos para os veículos se dirigirem às estradas, sendo:

Operação saída: sexta-feira (19/12), quartas-feiras (24 e 31/12), nos períodos da manhã e tarde.

Operação retorno: domingo (04/01/2015), nos períodos da manhã e da tarde e segunda-feira (05/01/2015) no período da manhã.

A CET vai monitorar o trânsito especialmente nos acessos e chegadas das rodovias, com o objetivo de garantir a fluidez e a segurança de motoristas e pedestres.

A Engenharia de Campo da CET colocará guinchos em pontos estratégicos nos principais corredores de tráfego da cidade e nas proximidades das rodovias para agilizar eventuais remoções.
Principais Pontos da Operação Estrada
  •  Marginal Tietê;
  • Marginal Pinheiros;
  • Avenida dos Bandeirantes;
  • Avenida Presidente Tancredo Neves;
  • Rua das Juntas Provisórias;
  • Avenida Professor Luís Inácio Anhaia Melo;
  • Avenida Salim Farah Maluf;
  • Avenida Professor Abraão de Morais;
  • Eixo Norte/Sul;
  • Eixo Leste/Oeste;
  • Avenida Professor Francisco Morato;
  • Avenida Raimundo Pereira de Magalhães;
  • Avenida Jacu Pêssego.
Visando ainda controlar e ordenar o fluxo veicular serão deslocados técnicos para os principais cruzamentos da cidade.

Terminais Rodoviários
Os agentes e técnicos da CET também estarão monitorando e operacionalizando o trânsito no entorno dos terminais rodoviários do Tietê, da Barra Funda e do Jabaquara, para garantir maior fluidez do tráfego e acessibilidade aos usuários e passageiros.

Rotas Alternativas
Acesso à Rodovia Raposo Tavares:
Origem: Marginal Pinheiros (sentido Castelo Branco), pista local - Rua Manoel Bandeira, Rua José César de Oliveira, Avenida Queiroz Filho, Ponte Jaguaré, acessar a Marginal Pinheiros (sentido Interlagos), Avenida Escola Politécnica e acesso a Rodovia Raposo Tavares (km 17,0);

Origem: Marginal Pinheiros (sentido Interlagos), pista local - Avenida Escola Politécnica e acesso a Rodovia Raposo Tavares (km 17,0).

Solicitamos aos motoristas com destino às rodovias, que evitem utilizar o sistema viário principal no horário das 14h00 às 22h00 no dia 19 de dezembro, preferencialmente programando sua viagem a partir das 22h00.

Recomendamos aos motoristas que utilizam as rodovias próximas da Capital, em especial aos que conduzem veículos de carga, para que evite acessar o sistema viário da Cidade.

Sugerimos que os motoristas oriundos da região Norte do país e que acessam as rodovias Presidente Dutra, Fernão Dias e Ayrton Senna com destino ao Sul, utilizem as Rodovias Dom Pedro I e Rodoanel Governador Mário Covas. Já aos motoristas oriundos da região Sul que acessam as Rodovias Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castelo Branco e sistema Anhaguera-Bandeirantes, utilize o Rodoanel Governador Mario Covas e Rodovia Dom Pedro I.

Aos motoristas de veículos de passeio oriundos do interior do Estado com destino ao Litoral Paulista através do sistema Anchieta/Imigrantes, recomendamos que evitem utilizar a malha viária da Cidade, especialmente a Marginal do Rio Pinheiros e a Avenida dos Bandeirantes, fazendo uso do Rodoanel Mário Covas.

Restrições

A Operação Horário de Pico (Rodízio Municipal de Veículos) estará suspensa no período entre 24 de dezembro de 2014 e 09 de janeiro de 2015, voltando a vigorar na segunda-feira do (12/01/2015). Já o Programa de Restrição ao Trânsito de Veículos Automotores Pesados (Rodízio de caminhão), a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF) continuam valendo no período.

Novo trecho de ciclovia na Avenida Luiz Gushiken


A partir de hoje, 19/12, a cidade passa a contar com 205,1 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 0,4 km de extensão, na região do Jardim São Luiz, Zona Sul da cidade. Este novo trecho, entre as ruas Guilherme Valente e José Barros Magaldi, amplia a ciclovia entregue em setembro que passa a ter 1,1 km.

A Avenida Luiz Gushiken, nova via lateral do Córrego as Ponte Baixa, localizada entre a Rua José Barros Magaldi e a Avenida Guido Caloi, servirá de apoio ao Corredor M'Boi Mirim, tanto ao tráfego geral, quanto ao transporte coletivo, uma vez que passará a operar com corredor de ônibus à esquerda.

O percurso será unidirecional, ao lado da calçada, em toda a extensão. A ciclovia terá no total 1,1 km entre a Rua José Roberto Magaldi e a Avenida Guido Caloi.


Ciclovia na Avenida Luiz Gushiken

Novo trecho de ciclovia na Praça Santa Luiza de Marillac


A partir de hoje, 19/12, a cidade passa a contar com 205,1 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 0,7 km de extensão, na região de Vila Medeiros, Zona Norte da cidade.

A ciclovia está localizada ao redor da Praça Santa Luiza de Marillac, no Jardim Guançã.

Do total de ciclovias existentes na cidade, a atual gestão inaugurou 142,1 km desde junho de 2014. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2015.

Em função da implantação do novo ramal de ciclovia, a CET alterou para sentido único, a circulação da Praça Santa Luiza de Marillac. O percurso será bidirecional, junto à calçada, em toda a extensão da praça.


Ciclovia na Praça Santa Luiza de Marillac


quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Rodízio Municipal de veículos estará suspenso de 24/12/2014 a 09/01/2015


A Operação Horário de Pico (rodízio municipal de veículos) estará suspensa para os veículos de passeio a partir de 24 de dezembro de 2014 e volta a vigorar normalmente na segunda-feira 12/01/2015.

Lembramos que, nesse período, continuam valendo o Programa de Restrição ao Trânsito de Veículos Automotores Pesados (Rodízio do caminhão), a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC), e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF).

A partir de 12 de janeiro, com a retomada do Rodízio Municipal, os veículos ficam impedidos de circular no Centro Expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Minianel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Ignácio de Anhaia Mello e Salim Farah Maluf.

EM AMARELO NO CALENDÁRIO ABAIXO, OS DIAS EM QUE O RODÍZIO ESTARÁ SUSPENSO

Calendário com destaque para os dias em que o rodízio estará suspenso

Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação implica infração de trânsito de nível médio, resultando em multa no valor de R$ 85,13 e acréscimo de 4 (quatro) pontos no prontuário do motorista.
Veja neste link o mapa e mais informações sobre o Rodízio.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – Trecho do Corredor Cidade Jardim é aberto para circulação


Foi ativado na segunda-feira (15) novo trecho do Corredor Exclusivo Cidade Jardim. São 500 metros implantados na Rua Tabapuã. Foi também liberado 300 metros de outro trecho do corredor após obras na Avenida Cidade Jardim, zona oeste da capital.

Este corredor faz ligação com o ramal já implantado do Corredor Nove de Julho.

Os ônibus agora tem prioridade na Avenida Cidade Jardim, no Sentido Centro, entre o túnel Max Feffer e a Avenida Faria Lima, e no Sentido Bairro, entre a Avenida Brigadeiro Faria Lima e 150 metros antes da Rua Franz Schubert. A exclusividade vale por período integral.

Já na Rua Tabapuã, os coletivos trafegam em Sentido Único entre a Rua Brigadeiro Haroldo Veloso e a Avenida Brigadeiro Faria Lima, de segunda a sexta-feira, das 6h00 às 20h00, e aos sábados, das 6h00 às 14 horas.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 500 metros de trecho implantado na Rua Tabapuã, a cidade de São Paulo conta com 459,3 km de faixas exclusivas para ônibus, dos quais 369,3 km foram implantados na atual gestão. A estimativa é que, antes de 2013, a cidade possuía cerca de 90 km de faixas exclusivas.

Novo trecho do Corredor Exclusivo para Ônibus na Rua Tabapuã


População Beneficiada

Pela Avenida Cidade Jardim circulam 8 linhas de ônibus municipais transportando 123.206 pessoas por dia, em média.Já pela Rua Tabapuã circulam 11 linhas de ônibus municipais, que transportam 101.767 pessoas por dia, em média.

 Alterações no Sistema Viário

Para viabilizar a nova faixa exclusiva de ônibus, não está prevista nenhuma alteração na circulação do tráfego.

Fiscalização

A ativação terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 29/12, a fiscalização será intensificada na via.

Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Devolução de cartões Z.A. com preços antigos e reembolso

Orientações para devolução dos cartões Zona Azul inválidos e reembolso de valores.

Talão de Zona Azul
Clique aqui para ver o novo carão Zona Azul
A partir de 01/01/2015 os cartões Zona Azul com valor de R$3,00 não poderão mais ser utilizados.

As folhas adquiridas pelo preço praticado até 31/07/2014 (R$3,00) poderão ser utilizadas normalmente até 31/12/2014.
A partir de 01/01/2015 somente serão aceitas as folhas com o novo valor, que é de R$ 5,00, que vem sendo vendidas nos postos oficias desde agosto de 2014. 

Folha Zona Azul com valor antigo
Cartão Zona Azul antigo (R$ 28,00)
Folha R$ 3,00
Os talões de R$ 28,00 e folhas no valor de R$ 3,00 poderão ser devolvidos e seus valores reembolsados com base no fracionamento do preço do talão de 10 folhas, R$ 28,00. Sendo assim, folhas com o valor de R$3,00 serão resgatadas pelo valor de R$ 2,80.

Local e horários para devolução dos cartões Zona Azul

Quando: partir de 05/01/2015
Local: Posto CET da Rua Senador Feijó, 143 - 1° andar
Horários: de 2ª a 6ª feiras (exceto feriados), das 09h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h00.
Até quando: 05/07/2015

Importante

No ato da devolução, os talões e folhas passarão por perícia para conferência de sua autenticidade.

O limite máximo para o reembolso no ato é de até R$ 280,00 (duzentos e oitenta reais) equivalente a 10 talões. Para quantidades acima deste limite somente reembolso por meio de depósito em conta ou cheque.

Atenção: os talões no valor de R$ 18,00 e folhas de R$ 1,80 perderão a validade automaticamente após o dia 31/12/2014 e não poderão mais ser reembolsados ou trocados.

A utilização de talões ou folhas Zona Azul antigos está sujeita à autuação.

Mantenha-se informado aqui, no site CET, através da CET no Twitter (@CETSP_) e através dos veículos de comunicação.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

CET amplia a Área 40 em vias do Centro


Logotipo Área 40
A Companhia de Engenharia de Tráfego irá ampliar, na segunda-feira (15/12), a Área 40 para novas vias da Região Central. A Área 40 é uma Área de Velocidade Reduzida onde será regulamentada a velocidade máxima de 40 km/h. A medida busca melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

Apesar da redução de cerca de 5 % no número de mortes de pedestres alcançada na cidade de São Paulo (de 540 em 2012, para 515 em 2013), as ações em defesa da vida precisam e vão ser intensificadas em busca de números cada vez menores.

A Região Central é um grande marco do comércio, atraindo grande número de pedestres, e onde concentram-se também faixas exclusivas para ônibus e ciclovias implantadas nos últimos meses, sendo necessárias velocidades menores para promover condições seguras e confortáveis de circulação. Com esta ampliação da Área 40, o Centro recebe a sétima intervenção deste tipo na cidade, que já vigora na Rótula Central (a primeira área implantada), na Lapa, em Santana, em Moema (duas fases) e na Penha. A área de ampliação tem cerca de 2,4 km², rodeando a Rótula Central.

Redução de velocidade em vias Arteriais
Com ampliação da Área 40 no Centro, trechos das avenidas Cásper Líbero, Rio Branco, São João, Ipiranga, Nove de Julho, Brigadeiro Luís Antônio, Liberdade e Rua da Consolação, também terão redução da velocidade máxima permitida para 40 Km/h.

Abaixo todos os trechos do novo perímetro da Área 40:

Tabela  dos trechos de ruas do novo perímetro da Área 40

Em complemento à implantação, será reduzida a velocidade máxima de 60 Km/h para 50 Km/h nas seguintes vias que delimitam a área:
- Avenida Rangel Pestana
- Rua Anita Garibaldi
- Praça João Mendes
- Viaduto Dona Paulina
- Avenida Ipiranga (entre as avenida Cásper Líbero e São Luís)
- Avenida Senador Queirós
- Avenida Mercúrio


Área 40
O Projeto da Área 40 foi lançado com o objetivo de melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área contemplada. A iniciativa, que começou a ser implantada em outubro de 2013, já abrange todas as regiões da cidade.

Centro
Área 40 na Rótula Central - 1ª Fase - (21/10/2013)- Possui área interna de cerca de 1,6 km² e extensão aproximada de 5,0 km na junção das seguintes vias: Avenida Mercúrio, Avenida Senador Queirós, Avenida Ipiranga, Avenida São Luís, Viaduto Nove de Julho, Viaduto Jacareí, Rua Maria Paula, Viaduto Dona Paulina, Praça Doutor João Mendes, Rua Anita Garibaldi, Praça Clóvis Beviláqua, Avenida Rangel Pestana, Viaduto 25 de Março, e, fechando o círculo, Viaduto Mercúrio.

Zona Oeste
Área 40 na Região da Lapa (01/09/2014) - Possui área interna de cerca de 0,8 km² delimitada pelas ruas Clélia, Carlos Vicari, Guaicurus, John Harrison e Doze de Outubro, respectivamente.

Zona Norte
Área 40 em Santana (22/09/2014) - A intervenção ocorreu num espaço de 1,2 Km² delimitado pelas avenidas Braz Leme, Santos Dumont, Morvan Dias de Figueiredo, Cruzeiro do Sul, General Ataliba Leonel, e ruas Jovita, Conselheiro Saraiva, Alfredo Pujol, Chemin Del Pra e Doutor César.

Zona Sul
Área 40 em Moema - 1ª Fase - (03/11/2014) - A intervenção tem cerca de 1,7 km², delimitada pelas avenidas dos Bandeirantes, Ibirapuera, Indianópolis e Moreira Guimarães.
Área 40 em Moema - 2ª Fase - (17/11/2014) - A área tem cerca de 1,7 km², sendo geometricamente inversa a da 1ª fase, delimitada agora pelas avenidas dos Bandeirantes, Ibirapuera, Santo Amaro, Hélio Pellegrino e República do Líbano.

Zona Leste
Área 40 na Penha (01/12/2014) - Com cerca de 0,8 km², a área está delimitada pela Avenida Governador Carvalho Pinto, Avenida Cangaíba, Rua Padre João, Rua Doutor João Ribeiro, Rua Coronel Rodovalho, Avenida Engenheiro Alberto Pretini, Rua Vereador Cid Galvão da Silva e vias lindeiras a linha da CPTM.

Com a atual implantação, a cidade passa a contar com 10,2 Km² de Área de Velocidade Reduzida.






quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Nova ciclovia que atravessa o Rio Tietê, sobre o Viaduto Domingos Franciulli Neto a partir desta quarta-feira (10)

A partir desta quarta-feira, (10), a cidade passa a contar com 204,0 km de vias destinadas aos ciclistas, com o novo trecho de ciclovia com 1,4 km no Viaduto Domingos Franciulli Neto, ligação das zonas Leste e Norte da cidade.

O percurso bidirecional está implantado no lado direito da pista do viaduto, no sentido Marginal, e futuramente fará a conexão entre as ciclovias da Avenida Governador Carvalho Pinto e Avenida Educador Paulo Freire, ainda em construção.

Do total de ciclovias existentes na cidade, foi inaugurado 141,0 km desde junho deste ano. Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2015.

A travessia de ciclistas em pontes e viadutos sobre as Marginais dos rios Tietê e Pinheiros vem sendo objeto de atenção especial pela SMT/CET. No início de Outubro, a pasta apresentou a proposta de construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas Marginais.

Ciclovia Viaduto Domingos Franciulli Neto

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Novo trecho de ciclovia no Jardim Independência, com 1,9 km, entra em funcionamento nesta terça-feira, 09/12


A partir de hoje, 09/12, a cidade passa a contar com 202,6 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 1,9 km de extensão, na região de Vila Prudente, Zona Leste da cidade. A ciclovia está localizada no Jardim Independência, ampliando a ciclovia da Vila Prudente que circunda o Parque Ecológico e conectando-se a partir da Avenida Jacinto Menezes Palhares, com a ciclovia do Monotrilho na Avenida Luís Ignácio de Anhaia Mello. O percurso será bidirecional, junto à calçada, em toda a extensão.

O traçado segue pelos seguintes trechos das vias:

  • Avenida Alberto Ramos, entre a Rua Susana/Avenida do Oratório e Rua Planalto de Conquista;
  • Rua Planalto de Conquista, entre Avenida Alberto Ramos e Rua Segismund Domingues;
  • Rua Segismund Domingues, entre as ruas Planalto da Conquista e Secundino Domingues;
  • Rua Secundino Domingues, entre as ruas Segismund Domingues e Artia;
  • Rua Artia, entre Rua Secundino Domingues e Praça Mauricio Domingues;
  • Praça Mauricio Domingues;
  • Rua Ipuiuna, entre Praça Mauricio Domingues e Rua Brumado de Minas;
  • Rua Brumado de Minas, entre as ruas Ipuiuna e Manhuaçu;

Ciclovia Jardim Independência

Ponte das Bandeiras ganha ciclovia de 400 metros nesta terça-feira, 09/12

A partir de hoje 09/12, a cidade passa a contar com 202,6 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 0,4 km na Ponte das Bandeiras, ligação do Centro e Zona Norte da cidade. O percurso bidirecional está implantado em dois trechos, no canteiro central da Avenida Santos Dumont e na calçada da ponte, no sentido Centro/Bairro, e futuramente fara a conexão com as ciclovias do Bom Retiro e da Avenida Braz Leme.

A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2015. A travessia de ciclistas em pontes e viadutos sobre as Marginais dos rios Tietê e Pinheiros vem sendo objeto de atenção especial pela SMT/CET. No início de Outubro, a pasta apresentou a proposta de construção de ciclovias e ciclopassarelas para 12 das 28 pontes existentes nas Marginais.


Ciclovia Ponte das Bandeiras

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – Avenida Paulista terá novo trecho de faixa exclusiva à esquerda

A CET e a SPTrans implantaram 0,2 km de faixa exclusiva à esquerda para ônibus na Av. Paulista no trecho entre Rua Haddock Lobo e  R. da Consolação, no sentido Paraiso/Consolação. O funcionamento será de segunda a sábado das 6 às 22 horas.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Para isso foi aberto o cruzamento da Av. Paulista x R. da Consolação, permitindo o acesso, somente aos coletivos, para as avenidas Angélica e Doutor Arnaldo. Com isto, busca-se a redução do tempo de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com este 0,2 km de trecho implantado, a partir de 05/12, a cidade de São Paulo conta com 458,7 km de faixas exclusivas para ônibus, dos quais 368,7 km foram implantados na atual gestão.

Pela Avenida Paulista, no trecho desta implantação, circulam 13 linhas de ônibus municipais, transportando 123 mil passageiros em média por dia útil.

Está prevista alteração na circulação do tráfego com abertura do canteiro no cruzamento da Avenida Paulista x Rua da Consolação, permitindo o acesso exclusivo aos coletivos para as avenidas Angélica e Doutor Arnaldo. Agentes da CET e da SPTrans vão acompanhar o desempenho da nova faixa exclusiva, visando melhorar as condições de trânsito e preservar a segurança viária de todos os usuários.

A ativação terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 13/12, a fiscalização será intensificada na via. Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar na faixa exclusiva de ônibus à esquerda é uma infração grave, com perda de cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69.

Faixa exclusiva para ônibus à esquerda na Avenida Paulista

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Área Central recebe Projeto Piloto de Faixa de Pedestres Diagonal (em “X”) na segunda-feira, dia 08

Novo modelo é baseado em prática utilizada em Tóquio e visa dar mais segurança aos pedestres. A sinalização é inédita no país.

Em continuidade às ações voltadas ao aumento da segurança do sistema viário, a Secretaria Municipal de Transportes, através da CET, implanta, a partir de segunda-feira (08/12), travessia de pedestres nas diagonais do cruzamento das ruas Riachuelo e Cristóvão Colombo (que antecede a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio).

Faixa de Pedestres Diagonal (em “X”)
Esta faixa de pedestres em "X" visa facilitar a vida dos pedestres que, ao invés de efetuarem a travessia em duas etapas distintas (uma via por vez) para atingir a esquina oposta, poderão fazê-lo em uma única vez.

O referido cruzamento foi escolhido com base em pesquisa de contagem de travessia de pedestres, que acusou média de 189 pessoas/hora no horário de maior movimento. Com base nisto, o cruzamento será contemplado com a implantação das novas faixas de pedestres, novas placas educativas criadas para informar a permissão da travessia na diagonal, sinalização semafórica de pedestres para atender a nova situação e propiciar tempo de travessia segura (5 segundos de verde acrescidos de 18 segundos de vermelho piscante).

O tempo médio de travessia que, em duas etapas, é de 89 segundos; na diagonal, cai para 61 segundos.
Um ganho de 28 segundos para os usuários que têm o desejo alcançar as calçadas das diagonais.

Este é um projeto piloto, inspirado nos modelos de Tóquio, a partir do qual poderão ser estabelecidos parâmetros e, feitas as devidas avaliações, ser expandido para outros locais da cidade. Equipes da CET farão o acompanhamento das intervenções para garantir a segurança e a orientação aos transeuntes e motoristas.

Prefeitura entrega Ciclovia João Moura no Jardim Paulista que faz a integração com “espaço compartilhado” das avenidas Sumaré/Paulo VI

A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 2,6 km na região do Jardim Paulista, Zona Oeste da cidade. A partir de agora, o ciclista poderá prosseguir pelo Espaço Compartilhado das avenidas Sumaré e Paulo VI, e a partir desta, fazer a conexão cicloviária entre as zonas Oeste, Centro e Sul, atingindo entre outras as regiões de Perdizes, Higienópolis, Centro, Bom Retiro, Liberdade, Aclimação, Paraíso, Vila Mariana, Mirandópolis, Saúde e Jabaquara.



Do total de ciclovias existentes na cidade, foram inaugurados 137,3 km desde junho deste ano. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

O percurso com 2,6 km será bidirecional junto ao passeio, com demarcação de sinalização de solo, placas indicando a "circulação exclusiva de bicicletas" e de regulamentação e advertência. A ciclovia fará futuramente a integração com ciclovia de Pinheiros, e segue o seguinte traçado:

  • Rua João Moura, entre Praça Baronesa da Bocaina e Rua Ásia;
  • Rua Ásia, entre as ruas João Moura e Lisboa;
  • Rua Lisboa, entre as ruas Ásia e Galeno de Almeida;
  • Rua João Moura, entre as ruas Galeno de Almeida e Artur de Azevedo;
  • Rua Artur de Azevedo, entre a Rua João Moura e o acesso ao Hospital das Clínicas.
Ciclovia João Moura




quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – Avenida Embaixador Macedo Soares, sentido Ayrton Senna, terá faixa exclusiva à direita a partir desta segunda-feira, 08/12

A partir desta segunda-feira (08/12), a CET e a SPTrans implantam 1 km de faixa exclusiva à direita no sentido da Rodovia Ayrton Senna, da Avenida Embaixador Macedo Soares, na Lapa.Os ônibus terão a prioridade no trecho entre a Avenida Raimundo Pereira de Magalhães e a Ponte do Piqueri, de segunda a sexta-feira, das 6 às 9 horas.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.
Com este 1 km de trecho implantado, a partir de 08/12, a cidade de São Paulo conta com 458,5 km de faixas exclusivas para ônibus.

Pela Avenida Embaixador Macedo Soares (no sentido da Rodovia Ayrton Senna, entre a Avenida Raimundo Pereira de Magalhães e a Ponte do Piqueri) atualmente circulam 04 linhas de ônibus municipais, numa frequência de 13 ônibus/hora, que transportam 19.715 mil pessoas por dia, em média.
Para viabilizar a nova faixa exclusiva de ônibus, não esta prevista nenhuma alteração na circulação do tráfego.

A ativação terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. Daqui a duas semanas, a partir de 22/12, a fiscalização será intensificada na via. Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

Faixa exclusiva para ônibus à direita na Avenida Embaixador Macedo Soares

Mobilidade por Bicicleta - Ciclofaixa de Natal Paulista/Ibirapuera vai funcionar à noite nos sábados de 13 e 20 de dezembro

A Ciclofaixa de Natal será ativada das 22 horas de sábado até às 16 horas do domingo. Objetivo é permitir a apreciação da decoração natalina também por bicicleta. Sinalização do percurso contará com cones e bandeiras de orientação iluminados.

A Ciclofaixa de Lazer da Avenida Paulista e sua interligação ao Parque do Ibirapuera será ativada no período noturno nos sábados de 13 e 20 de dezembro, funcionando das 22h00 de sábado  às 16h00 de domingo. A CET seguirá com um esquema operacional de trânsito para garantir a segurança dos ciclistas, pedestres e motoristas e manter a fluidez do trânsito. A iniciativa conta com o patrocínio da Bradesco Seguros.

Além de servir como mais uma opção de lazer aos ciclistas, a ativação da ciclofaixa de lazer é um estímulo para que os moradores de São Paulo deixem seus carros em casa para apreciarem os enfeites natalinos da Paulista e da região do Parque do Ibirapuera, pedalando.

Na Avenida Paulista, um atrativo a mais será o trenó de Papai Noel puxado por bicicletas, que circulará entre as praças do Ciclista e Osvaldo Cruz durante as noites em que a Ciclofaixa de Lazer for ativada.

A fim de reforçar a visualização da ciclofaixa à noite, serão utilizados cones com dispositivos luminosos nos principais cruzamentos do percurso cicloviário, desde a Praça do Ciclista (Rua da Consolação com Avenida Paulista) até o Portão 08 do Parque Ibirapuera (Avenida República do Líbano com Rua Antônio Joaquim de Moura Andrade), sobretudo nos locais mais escuros do trajeto e em pontos de curvas, onde for necessário, por medida de segurança. Ainda com esse propósito, as bandeiras "PARE" seguradas pelos 195 orientadores ao longo da ciclofaixa terão nas hastes bastões luminosos adaptados.

A operação noturna não suspende o funcionamento regular das Ciclofaixas de Lazer, que serão ativadas normalmente, das 7h00 às 16h00, nos domingos (14 e 21/12).

Para a ativação do percurso cicloviário noturno, que possui 27,8 quilômetros de extensão, serão implantadas faixas de vinil informando a operação e adotadas as mesmas medidas operacionais de engenharia de tráfego das Ciclofaixa de Lazer regulares dos domingos e feriados nacionais, conforme abaixo:

Ciclofaixa de Lazer Paulista

Possui 6,6 km de extensão (3,3 km em cada sentido), ligando a Rua da Consolação à Rua Vergueiro, passando pela Praça Osvaldo Cruz e Avenida Bernardino de Campos, com ocupação da faixa junto ao canteiro central nos dois sentidos.

Para a ativação desse trecho, são necessárias as seguintes alterações no sistema viário:

  • Utilização da faixa junto ao canteiro central, em ambos os sentidos da Avenida, exclusivamente para o tráfego de bicicletas;
  • Bloqueio da Rua Haddock Lobo, entre a Rua Luís Coelho e a Avenida Paulista, ficando liberado apenas o acesso local;
  • Bloqueio do retorno existente na Avenida Paulista junto à Rua Bela Cintra.
Além dessas medidas, estará ativada a sinalização semafórica específica para o ciclista no cruzamento da Avenida Paulista com Rua Haddock Lobo, com programação semafórica diferenciada, alternando o direito de passagem entre veículos motorizados e bicicletas. A medida visa garantir total segurança à circulação das bicicletas, evitando o entrelaçamento com o fluxo de veículos motorizados no trecho junto ao acesso do Túnel Complexo Viário Doutor Arnaldo/Rebouças.

Por esta programação semafórica, os ciclistas deverão parar e aguardar junto ao semáforo enquanto os veículos prosseguem em frente normalmente. Na fase seguinte, será a vez dos veículos ficarem retidos pelo semáforo e os ciclistas seguirem em frente.  Portanto, esta situação exigirá maior atenção tanto dos ciclistas como dos motoristas, visto ser exceção quando comparado com os demais cruzamentos da via.

Os veículos que se utilizam da Rua Haddock Lobo, no trecho bloqueado, deverão seguir:
  • Sentido Rua da Consolação: Rua Luís Coelho, Rua Augusta (sentido Bairro) e  Avenida Paulista (sentido Consolação);
  • Sentido Jardins: Rua Luís Coelho e Rua Augusta (sentido Bairro);
  • Sentido Paraíso: Rua Luís Coelho, Rua Augusta (sentido Centro), Rua Peixoto Gomide e Avenida Paulista (sentido Paraíso). 

Ciclofaixa de Lazer Paulista / Parque do Ibirapuera

A interligação da Ciclofaixa de Lazer da Avenida Paulista à Ciclofaixa das zonas Oeste/Sul, chegando à região do Parque do Ibirapuera, possui 21,2 km de extensão, com um percurso que passa pela Rua Vergueiro, Avenida Noé de Azevedo, Rua Domingos de Morais, Avenida Jabaquara, Avenida Indianópolis, Avenida República do Líbano até a Praça Armando Sales de Oliveira e acesso ao Portão 09 do Parque Ibirapuera.

- Rua Vergueiro - desde a Rua Corrêa Dias até a Avenida Professor Noé de Azevedo. Ocupa uma faixa por sentido junto ao canteiro central em todo o trecho, exceto entre Rua Machado de Assis e Rua Baltazar Lisboa, onde ocupa as duas faixas junto ao canteiro central da pista sentido Bairro;

- Avenida Professor Noé de Azevedo - desde a Rua Baltazar Lisboa até a Rua Domingos de Morais. Ocupa uma faixa por sentido junto ao canteiro central em todo o trecho;

- Rua Domingos de Morais - desde a Avenida Professor Noé de Azevedo até a Avenida Jabaquara. Ocupa uma faixa por sentido junto ao canteiro central em todo o trecho, exceto no cruzamento entre Rua Sena Madureira e Rua Monsenhor Manuel Vicente e no trecho entre Avenida Indianópolis e Avenida Itacira, onde ocupa as duas faixas junto ao canteiro central da pista sentido Centro;

- Avenida Jabaquara - desde a Rua Domingos de Morais e a Avenida Indianópolis;

- Avenida Indianópolis - desde a Avenida Jabaquara até a Avenida Ibirapuera. Ocupa uma faixa por sentido junto ao canteiro central em todo o trecho;

- Avenida República do Líbano - entre a Avenida Ibirapuera e o Praça Armando Sales de Oliveira (Portão 09 do Parque Ibirapuera).

O funcionamento de todo o percurso é acompanhado por monitores de travessia contratados pela Bradesco Seguros, supervisores de campo e agentes de trânsito da CET.

Natal Iluminado 2014

É importante destacar que, por conta da decoração natalina, a CET montou uma operação especial de trânsito na Avenida Paulista. Desde o dia 05/12, a Companhia intensificou o monitoramento da avenida, no trecho entre a Praça do Ciclista e a Praça Osvaldo Cruz, das 18h00 à 1h00, para a realização do "Natal Iluminado 2014". A operação alterou regras de estacionamento na região, a saber:

  • Alameda Santos, entre a Rua da Consolação e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio, no lado par, passa a ser proibido parar e estacionar também aos domingos, das 7h00 às 23h00.
  • Rua Cincinato Braga, no lado ímpar, passa a ter proibição de estacionamento em período integral, inclusive aos domingos.
  • Rua São Carlos do Pinhal, entre Avenida Brigadeiro Luis Antonio e Alameda Joaquim Eugênio de Lima, e entre as ruas Pamplona e Itapeva, lado ímpar, passa a ter proibição de estacionamento em período integral, inclusive aos domingos.
  • Motoristas com destino à região da Avenida Paulista terão como alternativas as seguintes vias:
  • Sentido Consolação: Rua Treze de Maio, Rua Cincinato Braga e Rua São Carlos do Pinhal.
  • Sentido Paraíso: Alameda Santos.

Já aqueles que pretendem evitar a região poderão utilizar os seguintes trajetos:

  • Sentido Consolação: Rua Vergueiro, Avenida 23 de Maio, Ligação Leste/Oeste, Praça Franklin Roosevelt, Rua da Consolação.
  • Sentido Paraíso: Rua da Consolação, Ligação Leste/Oeste, Avenida 23 de Maio, Rua Ramon Penharrubia, Viaduto Santa Generosa. 

Além da bicicleta, a melhor opção de deslocamento para os usuários que pretendem visitar os eventos natalinos da Avenida Paulista é a utilização do transporte público (ônibus e Metrô). Privilegiada por sua localização, a Avenida Paulista é servida pela linhas 2 (Verde) e 4 (Amarela) do Metrô. Para chegar aos pontos de visitação, os usuários poderão desembarcar nas estações Paulista, Consolação, Trianon-Masp e Brigadeiro.

Já aos usuários que desejam acessar a região do Parque do Ibirapuera para a visitação às apresentações da Fonte Multimídia e Árvore de Natal, a CET recomenda também que dêem preferência ao transporte público (ônibus e Metrô) ou, se preferirem optar por um desses dois dias de ciclofaixa em horário diferenciado, também poderão chegar de bicicleta.

A Engenharia de Campo da CET montou uma operação especial de trânsito no local desde o dia 1º de dezembro. A Fonte Multimídia está localizada na Praça Armando Sales de Oliveira com a Avenida Pedro Álvares Cabral - Parque Ibirapuera, Portão 09, com apresentações desde o domingo, dia 01 de dezembro; e a Árvore de Natal, instalada na Praça Escoteiro Aldo Chioratto com a Avenida Pedro Álvares Cabral, inaugurada no domingo seguinte, dia 08 de dezembro.

Com o deslocamento dos visitantes nas apresentações da Fonte Multimídia e Árvore de Natal, foi desativada uma faixa de rolamento na Avenida Pedro Álvares Cabral (sentido Vila Mariana), entre os Portões 09 e 10 do Parque Ibirapuera, com a realização de reservas de vagas neste trecho. Esclarecemos que as reservas de vagas serão utilizadas para ampliação do espaço de visitação, adicionando faixas de rolamento ao espaço destinado aos pedestres, visando garantir a segurança dos munícipes.

Alternativas

Se possível, devem ser evitadas algumas vias que poderão apresentar trânsito lento. Para deslocamentos de longa distância, a CET sugere o uso de vias arteriais que irão possibilitar a transposição da área mais crítica:

- Evitar a Rua Vergueiro, Avenida Professor Noé de Azevedo e Rua Domingos de Morais, utilizando a Avenida Doutor Ricardo Jafet;

- Evitar a Avenida Jabaquara, utilizando a Avenida Professor Abraão de Morais;

- Evitar a Avenida República do Líbano, utilizando a Avenida Ibirapuera e a Avenida dos Bandeirantes;

- Evitar a Avenida Pedro Álvares Cabral, utilizando a Avenida 23 de Maio e Rua Tutóia;

- Evitar a Avenida Brasil, utilizando a Avenida Brigadeiro Faria Lima, Avenida Juscelino Kubitschek e Túnel Ayrton Senna.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

1º trecho de ciclovia do Parque Arariba, com 1,3 km, entra em funcionamento

A partir desta terça-feira, 02/12, a cidade passa a contar com 197,7 km de vias destinadas aos ciclistas.
A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 1,3 km na região do Parque Arariba, no limite das zonas Oeste e Sul da capital. Quando o trajeto estiver completo, proporcionará rota de ligação entre a estação Vila das Belezas do Metrô e as imediações do Terminal de Ônibus Campo Limpo.

Do total de ciclovias existentes na cidade, a atual gestão inaugurou 134,7 km desde junho deste ano. Portanto, antes, São Paulo só possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

Neste primeiro trecho o percurso será bidirecional, ao lado do passeio das vias, e seguirá o seguinte trajeto:

•        Rua João Lunardelli, entre Estrada do Campo Limpo e Rua Martinho Lutero;
•        Rua Martinho Lutero, entre as ruas João Lunardelli e Monsenhor Luís Gonzaga de Almeida;
•        Rua Vitorino Ribeiro, entre as ruas Martinho Lutero e Heitor Alves Amorim;
•        Viela sem nome;
•        Rua Armando Erse Figueiredo, entre Viela sem nome e Estrada do Campo Limpo.

Prefeitura entrega ciclovia na Freguesia do Ó

A partir desta terça-feira, 02/12, a cidade passa a contar com 197,7 km de vias destinadas aos ciclistas.
A CET entrega novo trecho de ciclovia na região da Freguesia do Ó. O percurso com 2,6 km de extensão funcionará na Avenida Ministro Petrônio Portela, entre a Avenida General Edgar Facó e a Rua José Carlos Monteiro.

Do total de ciclovias existentes na cidade, foram inaugurados 134,7 km desde junho deste ano. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

O traçado da ciclovia será bidirecional junto ao eixo da via, entre os dois sentidos do fluxo veicular. Haverá cruzamento rodocicloviário com as avenidas Professor João Machado e Elísio Teixeira Leite, e com as ruas Cecília da Silva, João Cordeiro, Monjolo, Calixto de Almeida, João Pereira Porto e Therezinha Di Spagna Lobo.

Ciclovia Avenida Ministro Petrônio Portela

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Novo Estacionamento CET na Região Central

Agora, além dos estacionamentos Terminal Pinheiros, na Rua Gilberto Sabino, S/N e Terminal Jardim Ângela na Estrada do M'Boi Mirim, 5.203, você também pode contar com o Estacionamento Roosevelt, na Pça. Franklin Roosevelt, próximo à Igreja da Consolação, no Centro de São Paulo.

Todos os estacionamentos contam com:
• Pavimentos cobertos
• Sistema Self-Parking (Estacione e leve as chaves)
• Monitoramento por câmeras
• Seguro

Estacionamento Roosevelt


O novo estacionamento fica na Praça Franklin Roosevelt, 173 e possui 426 vagas para carros, 67 vagas para motos e 40 vagas para bicicletas.

Preços:

• Autos
R$ 5,00 a 1° hora
R$ 2,00 a hora adicional
R$ 15,00 diária
R$ 200,00 mensalistas

• Motos
R$ 3,00 a 1° hora
R$ 1,00 horas adicionais
R$ 7,00 diária
R$ 100,00 mensalistas

• Bicicletas
Grátis

Ciclovia do Rio Pequeno com novo trecho de 2,6 km a partir desta segunda-feira, 1º/12

Novo trecho de ciclovia com 2,6 km na região do Rio Pequeno, Zona Oeste da cidade, a partir desta segunda-feira, 1º/12. A partir de agora, o ciclista poderá prosseguir pela ciclovia da Avenida Escola Politécnica, o que permitira a sua locomoção até o Portão dois da USP, na Avenida Prof. Mello Moraes e próximo da Marginal Pinheiros.

A cidade passa a contar com 193,8 km de vias destinadas aos ciclistas. Do total de ciclovias existentes na cidade, a atual gestão inaugurou 130,8 km desde junho deste ano. Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016. O percurso será bidirecional ao lado do passeio das vias.

A ciclovia segue o seguinte trajeto:
  • Avenida Marechal Fiuza de Castro, entre Rua Ari Aps e Avenida Engenheiro Heitor Antônio Eiras Garcia - Lado Direito sentido Raposo/Politécnica;
  • Avenida José Joaquim Seabra, entre as avenidas Engenheiro Heitor Antônio Eiras Garcia e Rio Pequeno - Lado Esquerdo sentido Raposo/Politécnica;
  • Rua Maestro Sisto Mechetti, entre as avenidas Rio Pequeno e Escola Politécnica - Lado Esquerdo sentido Raposo/Politécnica.
Ciclovias na região do Rio Pequeno

Região de Vila Andrade e Vila Sônia ganha ciclovia com 4,3 km a partir de segunda-feira, 1º/12

A partir desta segunda-feira, 1º/12 será ativado novo trecho de ciclovia com 4,3 km na região das vilas Andrade e Sônia, Zona Oeste da capital. O trecho proporcionará a conexão entre a Avenida Giovanni Gronchi e a Ciclovia Pirajussara / Eliseu de Almeida.

Do total de ciclovias existentes na cidade, a atual gestão inaugurou 130,8 km desde junho deste ano. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

O percurso será bidirecional ao lado do passeio na maioria das vias, exceto na Avenida Francisco Morato que terá o passeio compartilhado.

A ciclovia segue o seguinte trajeto:
  • Rua Nelson Gama de Oliveira, entre Avenida Giovanni Gronchi e Rua José da Silva Ribeiro;
  • Rua José da Silva Ribeiro, entre as ruas Nelson Gama de Oliveira e José Coimbra;
  • Rua José Coimbra, entre as ruas José da Silva Ribeiro e Dr. Luis Migliano;
  • Rua Dr. Luis Migliano, entre Rua José Coimbra e Avenida Professor Francisco Morato;
  • Avenida Professor Francisco Morato, entre Rua Dr. Luis Migliano e Avenida Guilherme Dumont Villares - trecho em passeio compartilhado;
  • Avenida Guilherme Dumont Villares, entre Avenida Professor Francisco Morato e Rua Ernesto Sena;
  • Rua Ernesto Sena, entre as avenidas Guilherme Dumont Villares e Pirajussara.




Ciclovia na região das vilas Andrade e Sônia, Zona Oeste

Área 40 em vias da Penha a partir desta segunda-feira 01/12

Logotipo Área 40A partir desta segunda-feira (01/12) será implantada Área 40 em vias na região da Penha. A Área 40 é uma Área de Velocidade Reduzida onde será regulamentada a velocidade máxima de 40 km/h. A medida busca melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

Apesar da redução de cerca de 5 % no número de mortes de pedestres alcançada na cidade de São Paulo (de 540 em 2012, para 515 em 2013), as ações em defesa da vida precisam e vão ser intensificadas em busca de números cada vez menores.

Na região da Penha, onde será feita esta intervenção, existem muitas moradias e estabelecimentos comerciais, que atraem grande número de pedestres. Ali também estão algumas faixas exclusivas para ônibus implantadas nos últimos meses. Os usuários dos demais modos de transportes também serão beneficiados com a redução da velocidade máxima nas vias dessa região. A área da intervenção tem cerca de 0,8 km², conforme figura anexa.

Para implantação da Área de Velocidade Reduzida na Penha serão utilizadas 104 placas de sinalização vertical de regulamentação e advertência, além de 26 m² de sinalização horizontal nas vias afetadas pela mudança. Antecipadamente foram instaladas 8 faixas de vinil, alertando sobre as alterações.

Mapa da nova Área 40 na região da Penha

Operação Dá Licença para o Ônibus - Avenida Gaspar Vaz da Cunha terá faixa exclusiva a partir desta segunda-feira, 01/12/14

A partir desta segunda-feira 01/12, a Avenida Gaspar Vaz da Cunha, Zona Noroeste da cidade ganha 300 metros de faixa exclusiva à direita para ônibus na. A nova faixa funcionará no Sentido Bairro, de segunda a sexta feira, das 17h00 às 20h00, no trecho entre a Rua Padre Priulli e a Avenida Deputado Emílio Carlos.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 300 metros, a partir de 01/12, a cidade de São Paulo conta com 457,5 km de faixas exclusivas para ônibus, dos quais 367,5 km foram implantados na atual gestão.

Pela Avenida Gaspar Vaz da Cunha (entre a Rua Padre Priulli e a Avenida Deputado Emílio Carlos), no sentido Bairro, circulam oito linhas de ônibus transportando 99.217 passageiros por dia útil de operação.

Não está prevista nenhuma alteração na circulação do tráfego em função da implantação da faixa exclusiva.

Fiscalização

A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. Daqui a duas semanas, a partir de 15/12, a fiscalização será intensificada na via. Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.




sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O que é e para que serve uma faixa azul ao lado da ciclovia?

Ciclovia na Rua Madre Cabrini, com faixa azul pintada ao lado

Desde que foi oficialmente aberta há pouco mais de uma semana, em 18/11, a ciclovia de 700 metros na Rua Madre Cabrini, no bairro Vila Mariana, zona sul da Cidade, vem chamando a atenção e sendo assunto de grande repercussão na mídia em geral. O motivo de tanto destaque e discussões é uma polêmica faixa azul pintada bem ao lado da ciclovia que passa em frente à porta do Colégio Madre Cabrini, presente há 87 anos naquele bairro. Mas, o que é e para que serve essa sinalização diferenciada em azul no asfalto? Qual é seu propósito: ajuda ou atrapalha as condições de segurança para ciclistas, pedestres e motoristas que circulam ali diariamente?

Primeiro, a criação de uma ampla, e planejada, rede cicloviária é hoje uma das metas mais relevantes da atual gestão da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Transportes. Conforme anúncio feito em junho deste ano, o plano de governo é viabilizar 400 km de ciclovias até o final de 2015. Assim, de 7 de junho até 20 de novembro, já foram entregues 119,8 km dentro dessa meta. Antes dos novos ramais, São Paulo só possuía 63 km de pistas exclusivas para uso de bicicletas. A entrega do percurso de 700 metros pela Rua Madre Cabrini está, portanto, dentro do plano de mobilidade cicloviária da SMT/CET. Com menos de 1 km, este pequeno trecho dá continuidade à implantação do circuito maior, de 3,5 km ativados em 05/11 no eixo da Rua Vergueiro, Rua Domingos de Morais e Av. Jabaquara, que passa agora a dispor de 4,2 km no total, naquele corredor.

Como o tradicional colégio está situado em trecho que permite regulamentar parte do leito viário para ciclovia e, também, visando o  atendimento da escola, a CET priorizou os estudos no local de forma a implantar algo que garantisse uma faixa de rolamento para a operação de embarque/desembarque bem como um projeto-piloto, contemplando uma área para a espera dos alunos nessa operação, travessia de escolares com faixa de pedestre sinalizada ao longo da nova ciclovia, sem impacto ao trânsito de passagem e nem prejuízo no acesso aos imóveis lindeiros. Daí a iniciativa da faixa azul. Seu propósito é propiciar maior segurança, na medida em que se presta a minimizar o conflito entre pedestre e bicicleta.

folheto entregue aos pais
Leia na íntegra o folheto distribuido
aos pais dos alunos. 
O projeto-piloto da faixa azul considerou a necessidade do Colégio Madre Cabrini em razão de sua localização, demanda da operação de embarque/desembarque, impacto no trânsito do principal eixo Liberdade/Vergueiro/ Jabaquara, de modo a dar sequência na malha cicloviária paulistana sem prejudicar o tráfego de passagem, como mencionado. A área técnica da CET apresentou e explicou a ideia, previamente, à direção do colégio, elaborando um folheto de orientação aos pais para ser distribuído em formato de circular e, também, treinando os funcionários do estabelecimento de ensino particular para apoio no embarque/desembarque com as mudanças de como ficaria a nova área de estacionamento em frente à escola.

A sinalização de solo aplicada é utilizada tanto no Brasil quanto no exterior, para identificar a ordenação dos diferentes usuários e sua circulação. A cor vermelha é recomendada pelo Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito e serve para demarcação de ciclovias e ciclofaixas. Já a faixa de pedestres sobre a ciclovia indica a prioridade da travessia do pedestre, conforme estabelece o Artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Para percorrer esse trecho, ao contrário do que se imagina, o ciclista não é obrigado a desmontar da sua bicicleta nem tampouco a empurrá-la. Ele pode, sim, seguir pedalando, desde que o faça sempre com atenção e cuidado recomendáveis de ser dispensado aos mais vulneráveis, ou seja, os pedestres, responsabilizando-se assim pela incolumidade destes (Art. 29, inciso XII, § 2º do CTB).

A fim de ordenar e favorecer melhores condições de segurança viária, a CET destacou agentes orientando a operação de embarque/desembarque e, em breve, teremos o reforço de auxiliares de travessia com bandeiras para eliminar, de vez, a possibilidade de conflito entre ciclistas e estudantes.

Por último, a iniciativa da faixa azul não é um ineditismo no sistema viário municipal. A mesma área de segurança para pedestres existe na ciclovia construída sobre o passeio da Ponte da Casa Verde, disponível desde 4/11. A calçada lá possui 4 metros de largura e foi dividida em duas partes: metade para acomodar a ciclovia e a outra metade, para os pedestres nessa área azul. Outro lugar onde se adota o mesmo conceito é no Viaduto Pacaembu, em ambos os sentidos, do lado direito. No Viaduto Pacaembu, a área azul é segregada por prismas e balizadores, demarcada ao lado da faixa exclusiva de ônibus.

Cavalete com banner "Embarque e desembarque de alunos" de caráter educativo
Cavalete com banner de caráter educativo.
ciclista utilizando a ciclovia
A nova área para embarque e desembarque na Rua Madre Cabrini

Detalhe da nova sinalização horizontal da Ciclovia da Rua Madre Cabrini
Detalhe da nova sinalização horizontal
Ciclovia da Rua Madre Cabrini - detalhe para sinalização vertical de parada obrigatória, orientando o ciclista
Sinalização vertical de parada obrigatória, orientando o ciclista.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Novo trecho de ciclovia na Avenida Calim Eid, na Zona Leste, a partir desta quinta-feira (27)

A partir desta quinta-feira, (27), a cidade passa a contar com 186,9 km de vias destinadas aos ciclistas. Acaba de ser ativado um novo trecho de ciclovia na Avenida Calim Eid, Zona Leste.

O trecho com 4,1 km de extensão funcionará entre a Rua Benedito Otoni e Avenida São Miguel, e complementará o trecho já existente até o Viaduto Milton Leão/Rua Catende, somando 5,3 km e proporcionando acesso aos bairros de Artur Alvim, A E Carvalho, Jardim Nordeste, Burgo Paulista e Jardim Popular entre outros.

Do total de ciclovias existentes na cidade, desde junho deste ano já foram inaugurados 123,9 km.  Antes, São Paulo possuía 63 km. A meta da Prefeitura é viabilizar uma malha de 400 km até o fim de 2016.

O traçado será unidirecional em ambas as pistas da Avenida Calim Eid, junto ao canteiro central e no mesmo sentido do fluxo veicular. Neste trecho, haverá semáforos exclusivos para ciclistas junto aos cruzamentos da Calim Eid com as ruas dos Continentes e São Severo.

Ciclovia na Avenida Calim Eid

Não haverá alteração no sistema viário. A Ciclofaixa Operacional de Lazer, ativada aos domingos e feriados nacionais, no corredor Tiquatira-Av. Calim Eid-Av. Dom Helder Câmara-Av. Gov. Carvalho Pinto continuará sendo montada, normalmente.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus – Implantação de faixa exclusiva na Rua Doutor Antônio Bento

Na segunda-feira (24/11) a Rua Doutor Antônio Bento, na Zona Sul, ganhou 720 metros de faixa exclusiva à direita para ônibus. A nova faixa funcionará no sentido Largo 13 de Maio, de segunda à sexta feira, das 6h00 às 9h00, no trecho entre a Rua Nove de Julho e a Avenida Mário Lopes Leão.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 720 metros desde 24/11, a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 367,2 km de faixas exclusivas para ônibus na capital paulista.

Na Rua Doutor Antônio Bento (entre Rua Nove de Julho e a Avenida Mário Lopes Leão), trafegam 39 linhas de ônibus, realizando em média 547 mil viagens de passageiros por dia útil de operação. A frequência média das linhas mencionadas, no horário de pico, é de 213 ônibus/hora.

Alterações no sistema viário:
Após a implantação do novo trecho de faixa exclusiva, os demais veículos que circulam em direção ao Largo 13 de Maio deverão utilizar as duas faixas da esquerda existentes na Rua Doutor Antônio Bento.

Fiscalização:
A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito vão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. Nas semanais iniciais da operação, a fiscalização será intensificada na via. Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Operação Fim de Ano na região da 25 de Março e Mercado Municipal

O objetivo é proporcionar condições de acessibilidade nessas regiões comerciais, mantendo a fluidez e segurança ao público e garantir condições de circulação no sistema viário principal da cidade, como as avenidas 23 de Maio, do Estado e Radial Leste.

O que muda na região nessa época?

De 22 de novembro a 24 de dezembro de 2014, de segunda-feira à sexta-feira, sempre das 10h00 às 18h00, e aos sábados e domingos, das 10h00 às 16h00.

• A Rua 25 de Março será interditada entre Rua Carlos de Souza Nazaré e Ladeira Porto Geral, bem como as seguintes transversais: Rua Afonso Kherlakian, Rua Lucrécia Leme e Ladeira da Constituição.
• Aos sábados, a Ladeira Porto Geral também estará interditada, sendo permitido apenas o acesso à Rua Varnhagem.
• A operação de carga e descarga de mercadorias deverá ocorrer fora do período de vigência do bloqueio.




quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Operação Dá Licença para o Ônibus - Avenida Celestino Bourroul terá faixa exclusiva a partir desta segunda-feira, 24/11

A partir de segunda-feira (24/11), a CET e a SPTrans implantam 200 metros de faixa exclusiva à direita para ônibus na Avenida Celestino Bourroul, na Zona Noroeste da cidade. A nova faixa funcionará no Sentido Centro, de segunda a sexta feira, das 6h00 às 9h00, no trecho entre a Praça Francisco D'Aurea e a Rua Coronel Mario de Azevedo.

A ativação está inserida na Operação Dá Licença Para o Ônibus, cujo objetivo é priorizar a circulação do transporte coletivo, contribuindo para a melhoria do desempenho dos ônibus nos corredores. Com isto, busca-se a redução dos tempos de viagens com padrões de eficiência, conforto e segurança para os usuários do transporte público.

Com estes 200 metros, a partir de 24/11, a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 366,5 km de faixas exclusivas para ônibus na capital paulista.

Pela Avenida Professor Celestino Bourroul, no Sentido Centro, circulam 11 linhas de ônibus, entre a Praça Francisco D'Aurea e a Rua Coronel Mario de Azevedo, realizando em média 109 mil viagens de passageiros por dia útil de operação.
A frequência média das linhas mencionadas, no horário de pico, é de 94 ônibus/hora.

A ativação da nova faixa exclusiva terá um período de adaptação, quando os agentes de trânsito irão orientar os motoristas para não invadirem o espaço nos horários definidos para a exclusividade dos ônibus. A partir de 08/12, a fiscalização será intensificada na via.
Independente disso, a orientação é para que todos os motoristas respeitem a faixa exclusiva desde o início da implantação da mesma.

Faixa exclusiva à direita para ônibus na Avenida Celestino Bourroul


Clique aqui para mais informações

Novo trecho de ciclovia de 2,6 km no Parque São Lourenço em São Mateus

Novo percurso integra região de galpões industriais na Zona Leste priorizando mais uma vez o deslocamento do trabalhador e futuramente fará a integração com as avenidas Aricanduva e Sapopemba.

A partir desta quinta-feira, 20/11, a cidade passa a contar com 182,8 km de vias destinadas aos ciclistas. A CET entrega um novo trecho de ciclovia com 2,6 km de extensão, na região de São Mateus, Zona Leste da cidade. A ciclovia está localizada no Parque Industrial São Lourenço, importante polo industrial da região e futuramente fará a conexão com a rede das avenidas Aricanduva e Sapopemba.

O trajeto seguirá pelas ruas Forte do Triunfo, Forte Cananéia, Forte de Araxá, Forte dos Franceses, Forte do Leme e Forte da Ribeira. O percurso será unidirecional ao lado do canteiro central em um trecho da Rua Forte do Leme, e bidirecional no restante do percurso. Estão sendo usados, aproximadamente 8.900 m2 de sinalização horizontal, 33 placas de trânsito indicando "Circulação exclusiva de bicicletas" e 83 placas de regulamentação e advertência.

O traçado segue pelos seguintes trechos das vias:
  • Rua Forte do Triunfo, entre Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte dos Franceses;
  • Rua Forte Cananéia, entre as ruas Forte do Leme e Forte do Triunfo;
  • Rua Forte de Araxá, entre a Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte dos Franceses;
  • Rua Forte dos Franceses, entre as ruas Forte da Ribeira e Forte do Triunfo;
  • Rua Forte do Leme, entre Avenida Ragueb Chohfi e Rua Forte de Araxá - (unidirecional);
  • Rua Forte do Leme, entre as ruas Forte de Araxá e Forte doa Ribeira - (bidirecional);
  • Rua Forte da Ribeira, entre as ruas Forte do Leme e Cadência.
Ciclovia Parque Industrial São Lourenço

Clique aqui para mais informações sobre a rede cicloviária da cidade.

Proteção à Vida - CET implanta Programa de Redução de Velocidade na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello


Logotipo Programa de Proteção à Vida
A ação visa aumentar a segurança para usuários e incentivar o melhor compartilhamento do espaço urbano.

A CET irá implantar na segunda-feira (24/11) o Programa de Redução de Velocidade na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, onde será regulamentada a velocidade máxima de 50 km/h. Atualmente, a velocidade máxima permitida é de 60 km/h. A medida está inserida no plano de redução de acidentes viários do Programa de Proteção à Vida. Com isso, pretende-se melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área.

Alterações no Sistema Viário
Regulamentação de velocidade máxima de 50 km/h:
- Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, toda extensão.

A medida se faz necessária pois a referida avenida possui tráfego intenso e grande volume de veículos pesados, visto que a mesma é parte do chamado "Minianel Viário". Além disso, ao longo da Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, muitos deslocamentos de pedestres e ciclistas acontecem devido ao Monotrilho, à Estação Vila Prudente do Metrô, à ciclovia no canteiro central e à existência de estabelecimentos comerciais em grande parte da via.

Para implantação do Programa de Redução de Velocidade nesta avenida serão utilizadas 75 novas placas de sinalização vertical de regulamentação e advertência, além de 11 faixas de vinil nos principais acessos, alertando os motoristas quanto à mudança.